agroecologia na comunidade

certificada 2017

Instituição
ACSSUS
Endereço
Rua Itacoatiara, S/N – (atrás da Igreja de N.S. de Nazaré) -Nazaré - Palmares - Parintins/AM
E-mail
icssus50@gmail.com
Telefone
(92) 9914-2962
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Euderley de Castro(92) 99124-4903euder.ley@hotmail.comAcssus
Francisca Izabel Castro Porto(92) 9914-2962izabelporto@hotmail.comACSSUS
Ivamilton Souza Araújo(92) 9931-1590ivamilton.araujo@gmail.comACSSUS
Resumo da Tecnologia

É o uso de técnicas, aplicação de métodos para proporcionar adubos naturais às plantas das hortas orgânicas no Munícipio de Parintins, a partir de compostos orgânicos pelo processamento de diversos componentes residuais, dejetos, aproveitamento de materiais procedentes de restos de folhagens, estrumes E FRUTÍFERAS REGIONAIS,bem como uso de materiais inoculantes que contribuírão para a aceleração do processo devido a maior quantidade em termos proporcionais de microorganismos que poderão difundir a exemplo das bactérias aeróbicas e anaeróbicas. o desafio dessa tecnologia foi ter sido a partir de inoculantes regionais apresentados resultado como a redução de 120 dias para 60 a decomposição*{ods2},{ods3},{ods12},{ods13}*

Tema Principal

Alimentação

Tema Secundário

Meio ambiente

Problema Solucionado

Nos Municípios do Baixo amazonas que possui características similares, dispõe-se de um grande potencial de aproveitamento dos recursos naturais que podem ser utilizados e ate reutilizados de forma permanente e sustentáveis, mas que tem se dado pouca atenção ou quase nenhuma, juntando –se ao acúmulo dos produtos residuais, procedentes da sociedade de consumo que tem gerado sérios danos a saúde humana, ao meio ambiente, devido a expansão desordenada dos centros e no caso dos produtores rurais dessa região eles utilizam até 100% dos produtos químicos, fertilizantes e agrotóxicos para produzir em maior escala. No caso experimental da Instituição utilizamos o terreno de um produtor rural que aceitou o desafio,sem se preocupar com resultados imediatos como acontece na agricultura convencional., e os resultados foram satisfatórios, elevando o uso de orgânicos em até 80%, superando nossa meta que era de 60%.O grau de eficiência desse resultado deve-se ao potencial dos produtos usado como inoculantes que foram capaz de reduzir o tempo de mineralização ou decomposição da matéria orgânica. Produzindo hortaliças de excelente qualidades e proporções adequadas para o padrão de comerciali

Objetivo Geral

Melhorar a qualidade da produção de alimentos dando suporte as hortas orgânicas comunitárias, através de adubos produzidos a partir da aceleração da decomposição pelos microorganismos e assim beneficiar a partir dessas alternativas a qualidade de vida dos ribeirinhos pelo não uso de agrotóxi

Objetivo Específico

Reunir a Comunidade para apresentação e sensibilização do projeto: realizar, palestras, oficinas e mini cursos sobre o tema Horta Orgânica a partir da compostagem ;Levantamento de dados sociais sobre as famílias participantes do projeto das Hortas Comunitárias; Criar uma Oficina exclusiva de construção das pilhas de compostagem;Analisar a evolução e o acompanhamento da transformação dos resíduos sólidos em Humos, material mineralizado; Produzir dados:Divulgar dados quantificados da participação da comunidade e resultados sócio econômicos e ambientais.

Descrição

A Tecnologia corresponde ao uso de técnicas, aplicação de métodos para proporcionar adubos naturais às plantas das hortas orgânicas no Munícipio de Parintins, a partir de compostos orgânicos pelo processamento de diversos componentes residuais, dejetos, aproveitamento de materiais procedentes de restos de folhagens, estrumes,bem como uso de materiais inoculantes que contribuirão para a aceleração do processo devido a maior quantidade em termos proporcionais de micro organismos que poderão difundir a exemplo das bactérias aeróbicas e anaeróbicas.Esse processamento assim denominado de um tipo de Compostagem por se tratar de materiais e frutíferas regionais como casca de abacaxi(aluá)polpa de pupunha, caxiri (bebida indígena), leite coagulado,tucupi ( resíduos da fécula da mandioca), dentre outros produtos regionais. A técnica empregada é comparada ao processo de compostagem através da montagem de pilhas onde estão presentes os aspectos químicos, físicos e biológicos, respectivamente a mineralização para a absorção das plantas.Os fatores ambientais estarão presentes como controle de temperatura, umidade para evitar as perdas de nutrientes e fertilizantes e também os decompositores que são os micro organismos que contribuíram no processo da matéria orgânica, na aceleração da decomposição,reduzindo de forma substancial o tempo de decomposição, no período de 120 para 60 dias em média.A montagem dessas pilhas foram realizadas com um quantitativo de 1.000 kilos de massa bruta, sendo distribuídos 500 kilos de material volumoso, restos de plantas e vegetais, tais como: palha e galhos secos, folhas secas e verdes triturados por uma forrageira. Acrescentamos mais 300 kilos de material pastoso sendo: esterco de gado, cavalo, aves e etc.Também insere-se aqui o material inoculante que irá contribuir no processo de fermentação, ou seja, produção de agentes catalisadores/micro organismos sendo utilizada 200 kilos desses inoculantes com resíduos de produtos regionais tais como: macrófitas( folhas de mureru- aguapés), palha de cana, rumem de boi e demais materiais fermentados como casca de abacaxi, aluá, polpa de pupunha,caxiri e demais resíduos de folhas, frutos e verduras em processo de fermentação. A compostagem é o ato de produzir esses compostos, através da mistura e também da remoção, mistura que poderá acontecer a cada 15 dias de ida e vinda de um local para outro.Após 30 dias inicia-se o processo de preparo do bocage amazônico propriamente dito, que é a propagação e multiplicação de fungos em colônia, tal como as bactérias aeróbicas e anaeróbicas. Preparamos de 3 a 4 kilos de arroz deixado transformar em forma de papa, onde os grãos ficam bem homogêneos, pastoso,em seguida colocados em uma área na floresta para captação, propagação e multiplicação das colônias de fungos, sendo cobertos com folhagem de bananeira ou sacas de estupilhas no espaço de 7 a 14 dias. A partir daí serão retiradas as colônias de fungos e misturadas em água em um recipiente/balde tipo regador que será peneirada e pulverizada junto a pilha de composto entre as fases de remoção.Como resultado, devido a grande proporção de fungos e bactérias, além de outros agentes decompositores teremos a redução de tempo de compostagem, transformando massa bruta em minerais enriquecido propriamente ditos com macro e micro nutrientes para serem depois absorvidos pelas raízes das plantas. Concluindo a descrição dizemos que, o sucesso dessa tecnologia está no fato de que quanto maior for a quantidade de fungos produzidos por volume ou centímetros cúbicos, maior será a probabilidade de resultados positivos, ou seja, menor será o tempo de decomposição da matéria, e consequentemente menor tempo para produção de fertilizantes naturais que trará resultados de plantas saudáveis e orgânicas, melhorando assim a qualidade de vida dos consumidores.Essa é a tecnologia do "Bocage Amazônico" que melhorou muito a vida de agricultores familiares que aderiram a tecnologia.

Resultado Alcançado

Resultados quantitativos - Substitui o adubo químico em ate 80%. - Elevar a qualidade dos produtos colhidos com até 95% de garantia sem agrotóxico. - Reduzir de 120 dias para 60 dias o tempo de decomposição da matéria orgânica para utilização do adubo - Implantação de 01 casa de vegetação equipada com sistema de irrigação por sistema de nebulização Resultados Qualitativos - Proporciona melhoria na qualidade visual dos produtos, atendendo a exigência de mercado. - Atua no meio ambiente como projeto ecologicamente correto, por dar suporte de adubação orgânica nas hortas. - Proporciona melhoria na qualidade de vida, gerando oportunidade de emprego e renda. - É considerado altamente sustentável, devido a reutilização ou aproveitamento de tudo que a sociedade de consumo utiliza e dispersa como resíduos ou dejetos sólidos. - Pode ser reutilizado de forma planejada em parceria com empresas de recicle e o poder público através das secretarias de produção e meio ambiente. - Promove o envolvimento sócio educativo, cultural e consciência ambiental da comunidade entorno, transformando numa comunidade mais dinâmica e atuante. - Essa tecnologia pode ser utilizada pelos próprios moradores da comunidade e a sua utilização se prende a materiais alternativos e de baixo custo e presente no dia a dia dos ribeirinhos do Município de Parintins. - A Tecnologia pode ser reaplicada em diversas comunidades que disponham dos mesmos recursos alternativos, valorizando os saberes populares.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Parintins / AmazonasParananema01/2015
Parintins / AmazonasItaúna I01/2015
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Agricultores Familiares
Alunos do ensino fundamental
Alunos do ensino médio
Famílias de baixa renda
Mulheres
População em geral
População Ribeirinha
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

05 Caixas D"Água de 500 litros......... 01 Bomba D"Água 5 vcs ........ 01 Forrageira com motor acoplado de 9 cv........ 20 Tubos 01 microscópio 10 Conexõe T,Joelhos 10 Terminal, 10Registros, 10Torneiras de 3/4 02 Rolos de cabo elétrico de 10 mm 02 Interruptores de 60 06 Bocais 06 Tomadas 12 lâmpadas fluorescentes 100 v 01 Caixa de distribuição 2 carrinhos de mão 04 Terçados 04 Enxadas 04 Ancinhos 01 mIcroscópio 10 Depósitos de vidros grandes 04 pás 300 mt de Lona 10 Baldes 4 Dúzias de pares de luvas 10 pares de botas sete léguas 100 sacas de sarrapilha 5 mangueiras 5 mt cada 3 mt cúbicos de madeira 3 milheiros de saco polietileno de 1kl para mudas 03 Kits de Jardinagem 01 kit de irrigação por micro aspersão Entre outros

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Para a implantação de uma unidade da tecnologia funcionar será necessário um total estimado em 20.000,00, sendo para aquisição de materiais, recursos humanos e equipamentos. Esta dotação orçamentária represnta um baixo custo quando utilizado com materiais alternativos e regionais.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
IFAMOrientações Técnicas
EMBRAPAApoio em Difusão de Tecnologia
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

Depoimento do Sr. Adailson Barroso,45 anos,parintinense, morador do Bairro da Francesa - Beco Submarino (92) 995115034- Após conhecer o Projeto pelas redes sociais e visitando inloco, percebi a importância do bocage amazônico, essa tecnologia orgânica que despertou minha atenção pelo fato de ter visto como acelerou o processo de decomposição e como substituiu em parte do uso de agrotóxicos. Repliquei na Comunidade Rural de São Tomé do Mocambo com o auxílio dos técnicos da pesquisa desenvolvida e comprovada, que me acompanharam até a Comunidade para aplicar a tecnologia.