Árvores da Vida: Conscientização sobre Arborização e Reflorestamento

certificada 2011

Instituição
Lions Clube de Umuarama
Endereço
Rua José Lopes Dias, 4994 - Centro - Umuarama/PR
E-mail
msrsilva@uol.com.br
Telefone
(44) 9838-0449
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Inês Lourenço Augusto(44) 3622-3580msrsilva@uol.com.br
Resumo da Tecnologia

Promoção da conscientização ambiental por meio de estudos sobre arborização e reflorestamento em áreas urbanas. Plantio e distribuição de mudas de árvores à crianças, visando a celebração da vida com simbolismo e compromisso com o futuro.*{ods4},{ods12},{ods13},{ods15}*

Tema Principal

Meio ambiente

Tema Secundário

Educação

Problema Solucionado

A iniciativa surgiu da necessidade em desenvolver um projeto ambiental para a Assessoria de Meio Ambiente do Distrito LD-6 de Lions Clubes Internacional, na cidade de Umuarama, sob a responsabilidade da professora Inês Lourenço Augusto. Deveria ser uma proposta viável a qualquer comunidade, com baixo custo e de fácil entendimento. Atualmente, com o sucesso do projeto, várias comunidades já demonstraram interesse em desenvolvê-lo. Em recente evento do Lions Internacional, realizado em Seatlle (USA), o projeto Árvores da Vida foi escolhido como o melhor projeto ambiental desenvolvido atualmente no mundo, dada sua originalidade, eficácia, simplicidade (pode ser executado em qualquer comunidade) e baixo custo (acessível a todos). Além disso, ele também é responsável por despertar a consciência ecológica das crianças, os verdadeiros responsáveis pelo futuro e preservação do nosso planeta.

Objetivo Geral

Promover a conscientização ambiental por meio de estudos sobre arborização e reflorestamento em áreas urbanas. Plantio e distribuição de mudas de árvores à crianças do Município de Umuarama (PR), objetivando comemorar a vida com simbolismo e compromisso com o futuro.

Objetivo Específico

- Contribuir para a implementação de um programa de arborização urbana nos espaços públicos e privados de municípios; - Contribuir para a sustentabilidade, tendo como meta o desafio de proteger o meio ambiente; - Colaborar para a melhoria da sociedade, primando pela qualidade de vida e a união das pessoas em torno de objetivos solidários; - Conscientizar o aluno, o ser humano, de seu papel e de sua contribuição para a preservação do meio ambiente; - Estimular e desenvolver atividades que permitam aflorar o senso de cooperação, participação e cidadania; - Oportunizar experiência construtiva e gratificante e, assim, despertar nos estudantes o desejo de melhorar o mundo através da natureza; - Fazer da escola um ambiente mais atrativo, desenvolvendo uma atividade envolvente e agradável; - Introduzir o método de aprendizagem solidária e interativa, na qual os próprios alunos são protagonistas no processo educativo.

Solução Adotada

O processo de conscientização ambiental ocorre dentro da escola e possui uma metodologia transdisciplinar. A partir da interação entre disciplinas de geografia, ciências e artes e contando com a parceria do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), os estudos sobre arborização e reflorestamento passam a integrar a vida dos alunos. Esse processo ocorre de acordo com as seguintes etapas: 1. Visitas de alunos e professores às vias públicas, buscando conhecer os espaços arborizados e possíveis áreas para plantio, bem com as áreas a serem reflorestadas; 2. Observação dos problemas causados pelo plantio inadequado de árvores, o que provoca a destruição de calçadas; 3. Análise do espaçamento correto para o plantio das árvores. Posteriormente, participando de palestras realizadas por representantes do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), os estudantes recebem informações básicas sobre árvores urbanas, tipos de vegetação, tipos de solo, micro-organismos, etc. A partir dessas informações, os alunos realizam pesquisas sobre espécies de plantas, a preparação de solo e o processo de plantio, ampliando seus conhecimentos sobre os temas. Após a pesquisa, as professoras das disciplinas de Ciências e Geografia, parceiras do projeto, desenvolvem com os alunos o processo de preparação do solo e cultivo das mudas. Da mesma forma, a professora da disciplina de artes trabalha com a decoração das embalagens e produção de cartões de felicitação (enviados no ato da entrega das mudas). A professora de Língua Portuguesa contribui com a produção de textos e poesias sobre o tema “arborização”. Com a implantação de uma estufa, as mudas são preparadas em colaboração entre alunos, professores e funcionários da escola. É imprescindível a participação de todos. O acondicionamento das mudas é feito em embalagens de material reciclado, decoradas criativamente pelos alunos. Essas ações despertam o interesse deles pelo reflorestamento e a necessidade de buscar alternativas para a melhoria da condição ambiental da cidade, bem como do planeta. As mudas são entregues às assistentes sociais de hospitais e maternidades, elas as distribuem aos pais dos recém-nascidos e estes, por sua vez, podem plantá-las em sua residência ou em uma praça, homenageando as crianças recém-nascidas no município de Umuarama. Em recente evento do Lions Internacional realizado em Seatlle (USA), o projeto Árvores da Vida foi escolhido como o melhor projeto ambiental desenvolvido atualmente no mundo, dada sua originalidade, eficácia, simplicidade (pode ser executado em qualquer comunidade) e baixo custo (acessível a todos). Também é relevante seu papel em despertar a consciência ecológica das crianças, os verdadeiros responsáveis pelo futuro e pela preservação do nosso planeta.

Resultado Alcançado

Cerca de 2.500 recém-nascidos e suas famílias receberam mudas de árvores. Ademais, cerca de 750 alunos de ensino fundamental e adolescentes participaram do processo de estudos e de plantio das mudas. Em relação a resultados qualitativos, observa-se que a metodologia transdisciplinar de conscientização ambiental auxiliou os alunos a compreenderem que a manutenção da vida no planeta está intimamente relacionada com a existência das árvores, pois elas possuem uma grande importância nos diversos processos ecológicos, auxiliando a conservação do ambiente em equilíbrio. Faz-se necessário oferecer ao educando, além da maior diversidade possível de experiências, uma visão abrangente sobre as diversas realidades e uma visão contextualizada da realidade ambiental, o que inclui, além do ambiente físico, as suas condições sociais e culturais. Deste modo, para que se obtenham os benefícios ambientais gerados pela arborização urbana, os saberes adquiridos na escola (através da proposta de Educação Ambiental que contempla a observação, pesquisa, debates e plantios) constitui uma significativa estratégia para o exercício da cidadania e para a formação ética. Ela favorece a construção de uma conduta social preocupada com a sustentabilidade e o meio ambiente. O exercício da participação em diferentes instâncias (desde atividades dentro da própria escola, até as atividades em campo) foi fundamental para contextualizar a aprendizagem. O trabalho foi muito bem aceito por todos os docentes, equipe pedagógica, funcionários e direção da escola. A construção de uma estufa na escola possibilitou a disseminação do projeto, estendendo o trabalho para além da entrega de mudas aos pais dos recém-nascidos da cidade. Pais, professores e funcionários foram envolvidos na proposta e levaram mudas para plantar em suas residências e, até mesmo, aos vizinhos. Pequenos agricultores também têm se beneficiado do projeto. Eles levam mudas de cedro, gurucaia, pau-brasil e ipê às suas propriedades no intuito de reflorestá-las. Alunos envolvidos construíram pequenas estufas em suas residências e levaram seu aprendizado à família e vizinhos. Também a Praça Vicente Palotti foi completamente arborizada.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Umuarama / ParanáConjunto Guarani01/2010
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Adolescentes
Recém-nascidos
Alunos do ensino fundamental
Produtores rurais - Pequenos
Quantidade: 35
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Professor de Ensino Fundamental3
Voluntariado20
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Os recursos necessários são: - Sombrite; - Palanque; - Ferro Tubular ½ polegada; - Arame; - Mangueira ½ polegada; - Bicos p/ irrigação; - Registros ½ polegada; - Vigas; - Tábuas; - Prego 18x24; - Substrato; - Tubetes; - Bandeja p/ tubete; - Combustível (entrega das mudas).

Valor estimado para a implementação da tecnologia

O valor estimado é de R$ 60.000,00 (Sessenta mil reais)

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Lions Clube de UmuaramaApoio logístico
Impacto Ambiental

Em relação ao impacto ambiental, observa-se que a metodologia transdisciplinar de conscientização ambiental auxiliou os alunos a compreenderem que a manutenção da vida no planeta está intimamente relacionada à existência das árvores, pois elas auxiliam na conservação do ambiente ecologicamente equilibrado. Além disso, os alunos construíram pequenas estufas em suas residências levando o aprendizado para família e vizinhos e auxiliaram na arborização de regiões, como a Praça Vicente Palotti.

Forma de Acompanhamento

O processo deve ser acompanhado de forma contínua e permanente. Diariamente, deve haver um cuidado com o plantio, com as sementes, a irrigação, a preparação do solo, colheita de sementes, observação do processo de germinação, replantio das mudas, realização de pesquisas sobre formas de plantio e entrega das mudas nos hospitais.

Forma de Transferência

A disseminação da metodologia transdisciplinar e do plantio ocorre por meio dos alunos e dos profissionais atuantes nas escolas. Além disso, a metodologia está divulgada em nosso site e pode ser acessada em: www.cettiradentes.blogspot.com . Também estão disponíveis informações em jornais, televisão, revista, e-mail, blog ou contato com nossa equipe.

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Professora e alunos plantando sementes.Baixar
Alunos cuidando das mudas.Baixar
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

Wanderlei Bellini, colunista do Jornal “Umuarama Ilustrado” afirma que o projeto representa o aperto de mão entre o homem e a natureza, e valoriza a ideia de que quem ama cuida. A ideia de plantar uma árvore cada vez que nasce uma vida, coloca humanidade e natureza numa mesma trilha. O filho que cresce, a semente que germina, traduz a vida em sua essência, amarra o homem à natureza. A árvore deixará de ser árvore e se transformará num elemento ligado à família. O projeto Árvores da Vida é a esperança de que o homem acorde para a natureza. O projeto representa para a professora Telma Alexandre Francisco uma inovação na questão de conscientização quanto à preservação da natureza. Para ela, plantar uma árvore no nascimento de sua filha é um ato que a mesma recordará por toda a sua vida.