Atendimento Odontológico Domiciliar: Saúde Bucal em Casa

certificada 2011

Instituição
Prefeitura Municipal de Anápolis
Endereço
Avenida Brasil nº 200 - Centro - Anápolis/GO
E-mail
saudebucal@anapolis.go.gov.br
Telefone
(62) 3902-2756
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Camila Daher Cozac(62) 3902-2711cdcozac@hotmail.comfacebook http://www.facebook.com/?ref=home#!/profile.php?id=1068093680
Leopoldo Steckelberg(62) 3321-1559leosteck@hotmail.com
Luiz Carlos Texeira Silva Júnior(62) 3902-2711luizsemusa@hotmail.com
Resumo da Tecnologia

O programa “Saúde Bucal em Casa” faz atendimento odontológico domiciliar gratuito aos pacientes idosos ou com necessidades especiais (simples ou complexa, momentânea ou permanente, física, mental, social ou comportamental), que os impeçam de se deslocar ao consultório.*{ods3},{ods10}*

Tema Principal

Saúde

Problema Solucionado

Dados do Censo de 2000 (IBGE) revelam que 14,5% (24,5 milhões pessoas) da população brasileira é portadora de, pelo menos, uma das deficiências investigada pela pesquisa. Foi para essa população à margem da sociedade, com dificuldades de acesso aos serviços de saúde, que foi instituído pela Secretaria de Saúde de Anápolis o programa “Saúde Bucal em Casa”, no qual pacientes recebem atendimento odontológico em suas residências. Dentro do grupo de pacientes portadores de pelo menos uma deficiência, mais da metade (54,0%) é composta por pessoas com 65 anos ou mais. Além disso, o Centro-Oeste é a região onde a presença de idosos com deficiência é maior (56,2%), o que significa que a maior parte dos pacientes atendidos por esta TS é composto por idosos. Em Anápolis (GO), foram encontradas 21.356 pessoas acima de 60 anos (IBGE, 2009) sendo que, de acordo com dados de um levantamento realizado pelo “Saúde Bucal em Casa” em 2011, 55,72% dos pacientes atendidos eram idosos, o que confirma a estimativa feita pelo IBGE. A ação realizada por esta TS possibilita a melhoria da qualidade de vida desta população através do atendimento gratuito oferecido a estes pacientes.

Objetivo Geral

Realizar visitas gratuitas, com orientações sobre prevenção e diagnóstico de câncer bucal e higiene, além da realização de tratamentos odontológicos aos pacientes acamados ou com dificuldades de locomoção, realizando tratamentos de urgência, raspagem, extrações, profilaxia e aplicação de flúor.

Objetivo Específico

- Resgatar a dignidade do ser humano através do atendimento em casa e realização dos mesmos procedimentos da Unidade de Saúde convencional, de acordo com os princípios do SUS (universalidade, equidade e integralidade), reduzindo desigualdades; - Reduzir os custos hospitalares advindos dos pacientes que se deslocariam até o Hospital Municipal Jamel Celílio (HMJC) de Anápolis, único local onde o atendimento acontecia antes da implantação do programa. Estes pacientes costumavam ser atendidos no centro cirúrgico do referido hospital, mas o atendimento de PPNE em domicílio possibilitou a redução do número de pacientes encaminhados e que necessitariam de leitos hospitalares, salas cirúrgicas e anestesia geral; - Levar atendimento odontológico aos pacientes portadores de necessidades especiais que, por não se deslocarem de suas residências, provavelmente não receberiam atendimento; - Promover educação em saúde sobre higiene bucal e dieta saudável, ensinando técnicas adequadas.

Solução Adotada

Através da interação entre equipes de Saúde da Família (ESF) e as Agentes Comunitárias de Saúde (ACS), a tecnologia social Saúde Bucal em Casa consegue estabelecer contato primário e realizar a avaliação dos pacientes, fazendo o processo de triagem e planejamento do tratamento. São selecionados pacientes portadores de necessidades especiais, idosos, gestantes, enfim, pacientes acamados ou com alguma limitação que os impeçam de se locomover até uma Unidade Básica de Saúde para atendimento odontológico convencional. Posteriormente, a consulta é agendada de acordo com o grau de necessidade e urgência deste paciente. Através de um automóvel que conduz a equipe, o atendimento odontológico é realizado gratuitamente, em consultórios móveis. São oferecidos aos pacientes diversos tipos de tratamento, como extrações dentárias, profilaxias e urgências odontológicas, assim como educação em saúde bucal. O paciente acamado é monitorado pela equipe de saúde bucal da saúde da família, além do retorno, realizado trimestralmente, para acompanhamento e orientações de higiene. Com base em pesquisas de preço de clínicas odontológicas particulares de todo o Brasil que prestam atendimento odontológico domiciliar, pôde-se observar uma variação de valores de 600,00 a 1.800 reais no custo do atendimento por paciente. Em cálculos, analisando os gastos mensais do Saúde Bucal em Casa e considerando o número de pacientes visitados por mês, obteve-se uma estimativa de custo de R$94,96. Levando em consideração que se o mesmo paciente for encaminhado para ser atendido no hospital, sob anestesia geral, o custo total giraria em torno de R$2.350 a 2.750,00 (incluídos os valores de anestesista - de R$ 800,00 a 1.200,00, cirurgião-dentista - R$900,00, instrumentador cirúrgico - R$ 250,00 e internação hospitalar de um dia - R$400,00), houve economia significativa. A primeira situação encontrada era a de que os pacientes acamados ou com dificuldades locomotoras estavam à margem da sociedade, com atendimento odontológico limitado. Após o início do Programa Saúde Bucal em Casa, pode-se atingir uma média de 140 pacientes por mês recebendo atendimento. Isto trouxe uma melhora visível na qualidade de vida destes pacientes.

Resultado Alcançado

Resultados quantitativos: - Em 15 meses, 536 pacientes com atendimento concluído; - Foram realizadas 932 remoções de tártaro por arcada, 756 restaurações, 423 profilaxias por arcada, 904 exodontias, 904 suturas, 712 remoções de suturas, 146 aplicações de flúor por arcada, 135 aplicações de selante por dente, 844 iniciativas de educação em saúde e 2100 visitas domiciliares. Resultados qualitativos: - O material utilizado no atendimento odontológico é considerado de boa qualidade, sendo de marcas de referência; - A autocrítica dos profissionais envolvidos qualifica o serviço oferecido como ótimo ou bom; - O grau de satisfação dos pacientes, demonstrado em questionário de avaliação, qualifica o atendimento oferecido como ótimo, considerando a tecnologia social como pioneira e inédita.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Anápolis / Goiástodos bairros e distritos03/2010
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Portadores de deficiência
Famílias de baixa renda
Idosos
Quantidade: 2.100
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Coordenador1
Cirurgião dentista2
Auxiliares de saúde bucal2
Motorista1
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Para a implantação da unidade de tecnologia social “Saúde Bucal em Casa” são necessários: - Recursos humanos: dois cirurgiões-dentistas, um coordenador, dois auxiliares em saúde bucal e um motorista (ou então o próprio cirurgião-dentista pode realizar a condução do automóvel); - Recursos materiais: consultórios portáteis, compostos por unidade equipo-compressor, cadeira odontológica, mocho e equipamentos necessários para realização de tratamentos odontológicos (instrumentais, materiais odontológicos, amalgamador, sugador portátil, fotopolimerizador, ultrassom com jato de bicarbonato e equipamentos de biossegurança e esterilização). Além disto, é necessário um automóvel de tamanho grande para comportar todos os profissionais e equipamentos. Também é necessária a manutenção dos equipamentos móveis e automóvel. Os materiais necessários, manutenção do automóvel e equipamentos, materiais de consumo, vencimentos dos profissionais e telefone disponível para agendamento dos pacientes estão todos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis.

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Os profissionais são remunerados com a verba do Fundo Municipal de Saúde. Os recursos materiais, englobando consultórios móveis, automóvel e pregão presencial para aquisição de materiais de consumo e instrumental odontológico, totaliza um valor de R$70.146,45, com custo por visita de R$94,96.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Secretaria Municipal de Saúde- Prefeitura de AnápolisAdministração e financiamento
Impacto Ambiental

Em parceria com a vigilância sanitária, o projeto foi avaliado por este órgão, o que colaborou na elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos dos Serviços de Saúde (PGRSS), resultando no adequado descarte dos lixos e materiais contaminados e sua separação em resíduos comuns, infectantes, perfuro-cortantes, químicos e biológicos, respeitando o descarte ideal para cada tipo de resíduo e contribuindo com a preservação ambiental.

Forma de Acompanhamento

É realizado um questionário de avaliação do atendimento oferecido, onde é avaliado o grau de satisfação do usuário, resolutividade do problema encontrado, investigação sobre as mudanças de hábito e promoção da saúde. Ainda por intermédio do acompanhamento mensal do agente de saúde, é verificada a manutenção e a promoção da saúde aos pacientes atendidos, bem como a visita regular da equipe de saúde bucal a cada trimestre para reforço dos resultados obtidos.

Forma de Transferência

Capacitação de profissionais fornecida pela Secretaria de Saúde, abrangendo temas sobre emergências médicas/odontológicas, manuseio de pacientes acamados, interação medicamentosa e condicionamento comportamental do paciente. A tecnologia já foi levada ao Congresso Nacional, expondo, através de pôsteres e apresentações orais, a forma de atendimento ao paciente, divulgando a forma de implantação desta TS. Esta ação foi veiculada na mídia local (rádio e televisão), além de propagandas na TV. Ela também foi agraciada com o primeiro lugar no Prêmio Brasil Sorridente 2011, concedido pelo Conselho Federal de Odontologia, estando inserida nos projetos de destaque realizados no ano de 2010. O projeto de implantação da tecnologia é disseminado mediante o interesse de outras prefeituras.

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
wmvdownload
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

Leopoldo, cirurgião dentista atuante nesta tecnologia social: “- Com o Saúde Bucal em Casa, percebemos uma redução no nível de ansiedade dos pacientes quanto ao tratamento, onde os pacientes ficam mais tranquilos. Percebemos ainda um maior grau de cooperação dos mesmos e seus familiares.” Rogério, paciente acamado beneficiado pela tecnologia: “- Deus abençoe esse Programa para que ele nunca acabe, nunca fui tão bem atendido na minha vida, só tenho a agradecer ao Saúde Bucal em Casa e sua equipe.” Tiago, Auxiliar em Saúde Bucal desta tecnologia: “- Esta tecnologia tem sido a única de meu conhecimento que leva o tratamento odontológico às pessoas em suas próprias casas, sendo elas impossibilitadas de ir a alguma unidade de atendimento convencional."