Banco Comunitário de Pajuçara

certificada 2007

Instituição
Instituto Paju de Socioeconomia Solidária
Endereço
Rua Elífio de Medeiros, 371 - Pajuçara - Maracanaú/CE
E-mail
bancopaju@hotmail.com
Telefone
(85) 3392-8631
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Francisco Eudasio Alves da Silva(85) 8725-6304eudasioamav@hotmail.com
Resumo da Tecnologia

Banco Comunitário que desenvolveu uma linha de microcrédito alternativo (para produtores e consumidores), instrumentos de incentivo ao consumo local (moeda social circulante) e alternativas de comercialização (feiras), promovendo a geração de emprego e renda para diversas pessoas.*{ods8}*

Tema Principal

Renda

Problema Solucionado

O Distrito de Pajuçara, na periferia da cidade de Maracanaú-CE, possui aproximadamente 50 mil habitantes e, segundo reportagem do Jornal Diário do Nordeste, é uma das áreas mais violentas do município de Maracanaú, e se caracteriza pela falta de oportunidade social, alto índice de desemprego e grande consumo de drogas. Outro problema eram os serviços financeiros e bancários. O sistema financeiro se mostrava a cada dia mais excludente e promotor de desigualdades sociais. Por um lado acumulam-se bilhões nas mãos de banqueiros e, de outro lado, milhões de pessoas se encontram sem acesso ao crédito, aos serviços bancários e a políticas financeiras que apontem para a distribuição de renda. Exemplo disso é o estado do Ceará, onde 76% dos empreendimentos produtivos nem sequer tinham uma conta bancária (Federação do Comércio do Estado do Ceará, março de 2006). O cadastramento nacional dos empreendimentos da Economia Solidária identificou o acesso ao crédito como um dos dois maiores problemas apontados pelos trabalhadores desse setor (SENAES/MTE, 2005).

Objetivo Geral

Promover a geração de emprego e renda para os moradores do Distrito de Pajuçara por meio do microcrédito, com foco na economia solidária.

Objetivo Específico

Proporcionar microcrédito orientado aos empreendedores do Distrito de Pajuçara; Orientar os empreenderes de Pajuçara no tocante ao acesso ao crédito; Capacitar empreenderes do Distrito de Pajuçara, no tocante à comercialização; Sensibilizar a população local para a compra de produtos e serviços de empreendimentos do próprio distrito.

Solução Adotada

O Banco Comunitário de Pajuçara (BANCO PAJU) é um projeto de apoio à economia popular (microempreendedores) do Distrito de Pajuçara, tendo por base os princípios da Economia Solidária, oferecendo à população excluída quatro serviços: fundo de crédito solidário, moeda social circulante local, feiras de produtores locais e capacitação em Economia Solidária. Assume um destacado papel de promotor do desenvolvimento local, do empoderamento e da organização comunitária, ao articular – simultaneamente – produção, comercialização, financiamento e capacitação da comunidade local. Assim sendo, o Banco Comunitário constitui-se em um serviço comunitário que incentiva as ações do desenvolvimento socioeconômico comunitário nos territórios onde está implantado, ampliando a capacidade da comunidade para a incorporação dos valores e princípios da Economia Solidária. No desenvolvimento de suas ações, os Bancos Comunitários relacionam-se diretamente com as políticas públicas de assistência e distribuição de renda do governo federal, estadual e municipal, sendo por isso importante a participação do município no apoio das atividades dos mesmos. Com este modelo de atuação, os Bancos Comunitários vêm obtendo o reconhecimento de diversas organizações governamentais, não governamentais e multilaterais, que tem permitido aumentar as oportunidades de geração de trabalho e renda, reduzindo a exclusão local com uma metodologia completamente original, coerente, exequível e replicável. Seguindo os princípios da Economia Solidária, a gestão do Banco Paju preserva a autonomia da comunidade; as decisões são tomadas em reuniões mensais realizadas pelo Conselho Administrativo.

Resultado Alcançado

O Banco PAJU já atendeu 352 empreendedores locais, proporcionando a manutenção de aproximadamente 352 ocupações e a criação de outras 250. Financiou R$ 500.258,00 em crédito produtivo e R$ 320 mil em crédito pessoal, através do caixa do Banco do Brasil sediado na nossa sede. Beneficiou 22 empreendedores através de Consultoria Coletiva, com o apoio da Prefeitura de Maracanaú, ministrada pelo SEBRAE, que tratou do tema “Controles Financeiros”,; e palestra sobre economia doméstica, através da Bovespa, beneficiando 30 pessoas. Curso de Técnicas de Vendas, em parceria com a Prefeitura de Maracanaú, ministrado pelo Sebrae, que beneficiou 25 pessoas. Em parceria com o Senai, curso de Mecânica de Bicicleta, que beneficiou 42 pessoas. Em parceria com a UFC, curso de Gestão e Empreendedorismo, beneficiando 25 empreendedores. I encontro dos Empreendedores de Pajuçara. Capacitação para 25 empreendedores na área de Gestão de pequenos Negócios, oficinas de cobras, oficinas sobre economia solidária, comércio justo, Moeda Social Circulante. Fórum Econômico Local. A partir de Abril de 2007, iniciou-se o processo de implantação da moeda social “maracanã”, com valor equivalente a R$ 1. A moeda permite aos moradores obter crédito para consumo, sem juros e correção, podendo realizar compras nas mercearias, mercadinhos, padarias e outros estabelecimentos cadastrados. a moeda social promove o consumo solidário e favorece os empreendedores locais, que têm um diferencial em suas vendas, conferindo-lhes maior demanda. Já foram concedidos M$ 35 mil ( trinta e cinco mil maracanãs) em crédito para consumo, beneficiando aproximadamente 400 famílias. Visitas do Governo da Venezuela; estudantes de 40 países, da Universidade Estadual do Ceará, Universidade Católica de Brasília, do Governo do Acre, da Ashoka, do Município de Feira de Santana,TV pública da Áustria, da Fundação Getúlio Vargas, da Universidade de Colúmbia, do BNDES. Divulgação do Projeto na Universidade Vale do Acaraú, Faculdade Sete de Setembro e no BNB Passaré. Matérias em: Folha de Maracanaú, jornal Fique Sabendo, Rádio AM Pitaguary, Rádio Comunitária 106,3, revista Conexão Urbana, jornal do canal Verdes Mares da Rede Globo, O Povo e Rádio FM Universitária, revista Época, O Giro, Tribuna de Pajuçara,TV Jangadeiro, TV Cidade, Ceará Rádio Club, Rádio O Povo CBN e TV o Povo. Cinco Feiras Solidárias e o I Pajuarte - Encontro de Arte e Negócio de Pajuçara.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Maracanaú / CearáPajuçara12/2006
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

2 computadores, 1 impressora, 1 linha telefônica, internet, mesas e cadeiras.

Valor estimado para a implementação da tecnologia

R$ 80.000,00

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Prefeitura de Maracanaúinfraestrutura
Banco do Brasilcorrespondente bancário
Banco Palmascapacitação e carteira de crédito
Fundação Beto Studartcarteira de crédito em moeda social
Governo do Estado do Cearáfundo de crédito e capacitação
Endereços eletrônicos associados à tecnologia