Bancos de Sementes Comunitários

vencedora 2011

Instituição
Centro de Educação Popular e Formação Social (CEPFS)
Endereço
Rua Felizardo Nunes de Sousa, 7 - Centro - Teixeira/PB
E-mail
cepfs@uol.com.br
Telefone
(83) 3472-2449
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
José Rego Neto(83) 9172-1542zeregoteixeira@yahoo.com.br
Resumo da Tecnologia

Resgate, multiplicação e preservação de variedades de sementes locais que estavam desaparecendo com a erosão genética. É uma TS que busca dinamizar o processo produtivo dos agricultores(as) por meio do estoque coletivo de sementes e grãos, através de bancos de sementes comunitários.*{ods2},{ods3},{ods9},{ods13},{ods15}*

Tema Principal

Alimentação

Tema Secundário

Meio ambiente

Problema Solucionado

Os agricultores da região semiárida, ao longo dos anos, sofreram com um perigoso processo de erosão genética, sobretudo no que se refere às sementes agrícolas. As formas tradicionais e típicas de entrada de sementes na região não eram baseadas no âmbito local, o que ocasionou um cenário de dependência em relação às sementes externas, que na sua grande maioria são inadequadas à realidade climática do semiárido. Com isso, os agricultores muitas vezes perdiam as primeiras chuvas, consideradas estratégicas para uma boa colheita. Essa realidade trouxe como consequência o enfraquecimento da agricultura familiar, gerando dependência e desmotivação para os agricultores. Nesse contexto, a tecnologia social Bancos de Sementes Comunitários se propõe a ser um espaço coletivo em que os agricultores familiares possam resgatar práticas antigas de preservação, multiplicação e seleção de sementes adaptadas à região. Serve também como espaço educativo, onde, a partir da motivação e troca de experiências, se constitui uma referencia no âmbito do fortalecimento da agricultura familiar e preservação da biodiversidade.

Objetivo Geral

Fortalecimento da agricultura familiar através do resgate, multiplicação e preservação das sementes locais.

Objetivo Específico

- Permitir aos agricultores momento de reflexão sobre a importância do resgate das sementes locais como caminho para o fortalecimento da agricultura familiar; - Promover melhores condições de acesso às sementes através do empréstimo ou troca, de modo a viabilizar o plantio na hora certa; - Dinamizar a agricultura familiar; - Resgatar, multiplicar e preservar as variedades de sementes locais; - Possibilitar espaços de capacitação e formação para as famílias das comunidades; - Estimular o espírito de solidariedade e cidadania nas famílias.

Solução Adotada

Apoio na estruturação organizativa dos agricultores/as, iniciativa que nasceu como consequência do aprofundamento da importância do resgate das sementes locais como forma de adaptação as adversidades climáticas (secas). É fruto de um processo de ações conjuntas entre ONGs, Sindicatos, Associações e Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). É um trabalho desenvolvido em rede, onde as diretrizes emergem de um coletivo, a partir de um amplo processo de discussão e interação entre as organizações de assessoria e as várias comunidades que participam da experiência. A tecnologia social tem na sua base de estruturação a própria contribuição dos agricultores/as, através da doação e devolução de sementes e, também, a partir das contribuições das entidades de apoio/assessoria, principalmente no âmbito formativo. Os Bancos de Sementes Comunitários são estruturas organizativas que possibilitam o acesso adequado a sementes de qualidade na hora certa para o plantio. Funcionam como estoques reguladores de reserva no processo contínuo de enfrentamento dos períodos de adversidades climáticas. Também como espaço de mobilização e debate na construção de proposta para a convivência harmoniosa e sustentável com a realidade semiárida. Os bancos comunitários, também, funcionam como espaço de armazenamento de grãos, estratégicos, para a segurança alimentar e nutricional das famílias, sobretudo, nos períodos de maior dificuldade alimentar, ocasionados pelo uso total dos estoques familiares. Antes as famílias se submetiam a tomar emprestado alimentos de particulares, tendo que devolver com acréscimo de 100%, após a colheita do ano seguinte.

Resultado Alcançado

- Essa Tecnologia Social foi também certificada pela Fundação Banco do Brasil na Premiação de 2007; - Implantação de 16 Bancos de Sementes Comunitários, que contam com a participação de 381 sócios, dentre estes 255 mulheres; - Capacidade de armazenamento de 25 toneladas de sementes, em 103 silos, das variedades: Milho, Feijão e Fava; - Benefício direto para 193 agricultores/as no ano de 2010; - Capacitação de 211 agricultores na confecção de silos; - Capacitação de 270 agricultores/as para o processo de seleção e armazenamento de sementes; - Troca de experiências entre 120 agricultores/as; - Incentivo aos associados sobre a importância do associativismo; - Fortalecimento da prática de solidariedade entre as famílias participantes; - Espaço formativo ampliando a capacidade de conhecimento local e promovendo a difusão da experiência para outras comunidades e municípios da região.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Teixeira / ParaíbaFava de Cheiro03/1993
Teixeira / ParaíbaSão José de Belém02/1994
Teixeira / ParaíbaRiacho Verde02/1993
Teixeira / ParaíbaSanto Agostinho03/1994
Cacimbas / ParaíbaMonteiro04/1997
Desterro / ParaíbaPitombas03/2000
Teixeira / ParaíbaPoços04/2003
Teixeira / ParaíbaFlores de Baixo05/2005
Cacimbas / ParaíbaVentania04/2006
Desterro / ParaíbaPedra Atravessada03/2002
Teixeira / ParaíbaCoronel12/2009
Teixeira / ParaíbaLivramento12/2009
Teixeira / ParaíbaSerra Verde12/2009
Cacimbas / ParaíbaSanta Fé12/2009
Cacimbas / ParaíbaLagoinha12/2009
Cacimbas / ParaíbaSerra Feia12/2009
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Agricultores Familiares
Quantidade: 381
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Técnico/acompanhamento1
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Silos (grandes e pequenos), sementes, garrafas, espaço para armazenamento(armazém)

Valor estimado para a implementação da tecnologia

As experiências mais recentes nos mostram que um valor aproximando de R$ 800,00 (oitocentos reais) é o suficiente para implementação de um Banco de Sementes Comunitário.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
União das Associações Comunitárias do Município de Teixeira – UNACT;Mobilização Social
Central das Associações Comunitárias do Município de Cacimbas e Região - CAMECMobilização Social
Trócaire (Irlanda)Apoio Financeiro
IICA/Ministério do Meio AmbienteApoio financeiro
Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais de Riacho VerdeExecutora
Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais de PoçosExecutora
Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais de Fava de CheiroExecutora
Associação dos Pequenos Produtores de Santo AgostinhoExecutora
Associação dos Produtores do LivramentoExecutora
Associação dos Produtores Rurais do Sítio CoronelExecutora
Núcleo de Integração Rural de São José de BelémExecutora
Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais de Serra VerdeExecutora
Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais de Flores de BaixoExecutora
Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais de Ventania / CacimbasExecutora
Associação dos Produtores Rurais da Comunidade Monteiro / CacimbasExecutora
Associação Comunitária dos Produtores Rurais de Pedra Atravessada / DesterroExecutora
Associação Comunitária dos Produtores Rurais de Pitombas / DesterroExecutora
Associação Comunitária de Serra Feia / CacimbasExecutora
Associação Comunitária dos Pequenos Produtores de Santa Fé / CacimbasExecutora
Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais de Lagoinha / CacimbasExecutora
Impacto Ambiental

A tecnologia social tem impacto positivo no equilibro ambiental uma vez que permite o resgate, multiplicação e preservação de sementes adaptadas a região, contrapondo-se as sementes geneticamente modificadas. O processo de implantação promove uma nova abordagem para o manejo adequado dos recursos naturais, incluindo: reflorestamento dos quintais e unidades produtivas familiar, promoção de segurança alimentar e nutricional, valorização de práticas oriundas do saber popular nos cultivos, etc.

Forma de Acompanhamento

Os mecanismos de acompanhamento se dão através de visitas domiciliares, oficinas de planejamento e avaliação, aplicação de questionários e também por meio de atividades educativas a exemplo das visitas de intercâmbio e da Festa estadual das Sementes da Paixão.

Forma de Transferência

Sistematização e divulgação das experiências exitosas; Visitas de intercâmbio (troca de experiências); Realização de atividades educativas (encontros, seminários, etc.)

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Depoimento 1Baixar
Boletim do Banco de Riacho VerdeBaixar
Foto 1Baixar
Foto 2Baixar
Foto 3 Comunidade Monteiro Cacimbas PBBaixar
Foto 4 na comunidade Monteiro Cacimbas PBdownload
Foto 5 na comunidade Flores de Baixo Teixeira PBBaixar
Foto 6Baixar
Foto 7 na comunidade Flores de Baixo Teixeira PBBaixar
Foto 8 em Lagoa SecaBaixar
Foto 9Baixar
Foto 10 em Patos PBBaixar
Foto 11 garrafas com sementesBaixar
Matéria 1Baixar
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

É uma rica experiência que promove o empoderamento das famílias e fortalecimento da agricultura familiar. Os Bancos de Sementes Comunitários, além de ser um espaço estratégico para armazenamento de sementes, possibilita interação entre as famílias das comunidades sobre outras temáticas relevantes, que necessitam serem aprofundadas, sistematicamente, visando o desenvolvimento local. Pode ser considerada, em uma visão sistêmica de fortalecimento da agricultura familiar, como um elemento primordial de resgate de culturas agrícolas, práticas de solidariedade e cidadania e, alternativas de manejo e conservação sustentável dos recursos naturais. É uma ferramenta importantíssima para o exercício da governança local e proposições para políticas públicas de fortalecimento da agricultura familiar.