Cerca Ecológica: Utilização de Bambu Revestido de Plástico Reciclável

certificada 2011

Instituição
Associação de Produtores de Leite de Tupã
Endereço
Estrada Tupã - Queiroz Km3 Sítio Juruaia Tupã- SP - Afonso XIII - Tupã/SP
E-mail
Telefone
(14) 9615-5273
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
João Luiz Alves de Andrade(14) 9615-5273estanciasantamonica@gmail.comhttp://www.facebook.com/profile.php?id=100001058556860 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=2963427893906870375
Resumo da Tecnologia

Piquetes para pastejo rotacionado com cerca elétrica. A diferença é que os mourões de madeira foram trocados por bambus, os quais foram protegidos, plastificados com garrafas PETs, para dar maior resistência, além dos gargalos da garrafa PET substituírem os isoladores da cerca elétrica.*{ods8},{ods12},{ods13}*

Tema Principal

Renda

Tema Secundário

Meio ambiente

Problema Solucionado

Ao concluir o projeto, o principal problema solucionado foi a falta de recursos financeiros, pois, para implementação desse método, era necessário certo investimento, e mesmo não sendo um investimento muito alto, não houveram recursos para tal. Usando a criatividade e utilizando os recursos encontrados na própria propriedade, obtivemos uma economia de 96,47% dos custos, sem contar a mão de obra. Além dessa economia (baixo custo), ao utilizar e manipular a maioria dos recursos encontrados na própria propriedade, recursos estes que não estavam sendo usados, a propriedade atingiu certo grau de sustentabilidade, pois não dependia mais de recursos externos.

Objetivo Geral

Mostar que os recursos, em sua maioria, estão dentro da própria propriedade ou na comunidade e que os produtores rurais que não possuem recursos financeiros suficientes para tais investimentos podem alcançar sua sustentabilidade encontrando os recursos na própria propriedade.

Objetivo Específico

Oferecer condições para qualquer agricultor familiar ter acesso a essa tecnologia com investimentos de baixo custo, dando sustentabilidade ao campo e a seus negócios.

Solução Adotada

Ao adotar o projeto proposto pelos oficiais (CATI, Secretaria da agricultura, SEBRAE, etc...), que era alimentar o gado a pasto com o método de pastejo rotacionado com cerca elétrica para a contenção e manuseio do gado, notou-se que a maior dificuldade para implementar o projeto era o financeiro. Ex: compra de mourões de madeiras, equipamentos para a cerca elétrica como pára-raio, isoladores, arames, caixa energizadora, porteiras e etc. Foi quando surgiu a idéia de buscar materiais disponíveis dentro da própria propriedade e alguns fora na comunidade (ex: materiais reciclaveis de custo zero como garrafas PETs, pedaços de mangueiras, pedaços de arames descartados. Além do Bambu encontrado em abundância na propriedade. Os produtos substituídos foram: mourões de madeira -> mourões de bambú Isoladores -> partes de garrafas PETs Manivela de porteira -> pedaços/sobras de mangueiras Passo a passo de como construir a cerca disponível em: http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,EMI160003-18295,00.html ou http://sustentabilidadedocampo.blogspot.com.br/2010/03/como-fazer-uma-cerca-ecologicamente.html

Resultado Alcançado

Ao concluir a implantação do projeto na propriedade, os resultados foram além das expectativas, pois as dúvidas sobre a resistência do bambu e dos demais materiais utilizados atenderam as expectativas. Não tínhamos certeza que a experiência teria sucesso, portanto foi muita satisfação ver que o projeto funcionou e, mesmo com toda essa economia no custo, a cerca sustentável atende às mesmas necessidades da cerca tradicional. Além disso, a cerca teve repercussão na comunidade e na mídia, e outras pessoas adotaram a técnica.

Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Agricultores Familiares
Produtores rurais - Pequenos
Quantidade: 70
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Os próprios produtores ou caseiros.2
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Mourões e bambu, garrafas PET, mangueiras pretas 3/4, cimento, arames e caixa energizadora.

Valor estimado para a implementação da tecnologia

O valor estimado é de R$400,00. O custo é apenas do cimento, da caixa e do arame, caso não possua na propriedade.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
SEBRAEDivulgação
Impacto Ambiental

A troca de madeira por bambu, evitando o corte de árvores para extrair madeira, mesmo que seja de reflorestamento, devido à velocidade de crescimento muito lenta. O bambu se desenvolve mais rapidamente, há dados de crescimento de até 10 cm por dia. No projeto foram utilizadas em média 1900 garrafas PET, que deixaram de ir para o lixo.

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Plastificação do bambúBaixar
Plastificação 2Baixar
Plastificação 3Baixar
Encontro Nordestino do Setor de Leite e derivados (ENEL) 2010Baixar
Exposição agropecuária de Paraguaçu PaulistaBaixar
Inventor Rural 2010Baixar
Feira agropecuária de autinópolisBaixar
Inventor Rural2 2010Baixar
Palestra ministrada na Feira Agropecuária de AutinópolisBaixar
Feira Internacional do Leite (FEILEITE 2009)Baixar
Feira Internacional do Leite2 (FEILEITE 2009)Baixar
Endereços eletrônicos associados à tecnologia