Cisternas de Placas Pré-moldadas

finalista 2001

Instituição
Programa de Aplicação de Tecnologia Apropriada às Comunidades (PATAC)
Endereço
Rua Capitão João Alves de Lira nº 1.114 - Prata - Campina Grande/PB
E-mail
tunicopatac@yahoo.com.br
Telefone
(83) 3322-4975
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
José Afonso Bezerra Matias(83) 3333-4435afonsobezer@yahoo.com.br
Resumo da Tecnologia

Reservatórios cilíndricos, construídos próximo à casa da família agricultora, que armazenam a água da chuva captada por uma estrutura com calhas de zinco e canos de PVC, proporcionando água de boa qualidade e saúde aos moradores do semiárido.

Tema Principal

Recursos Hídricos

Tema Secundário

Meio ambiente

Problema Solucionado

Escassez de água para consumo humano.

Objetivo Geral

Beneficiar famílias agricultoras em toda região semiárida com água potável para beber e cozinhar, através da construção de cisternas de placas.

Objetivo Específico

-Capacitar pessoas para construção de cisternas de placas pré-moldadas; -Aumentar a disponibilidade de água de qualidade para beber e cozinhar; -Divulgar métodos alternativos de tratamento higiênico e sanitário da água de beber; -Fortalecer as organizações da agricultura familiar camponesa.

Solução Adotada

As cisternas são construídas com placas de concreto, pré-moldadas no próprio lugar de sua instalação. Seu método construtivo prevê que a cisterna seja construída por pedreiros das próprias localidades e que as famílias beneficiadas executem os serviços de escavação, aquisição e fornecimento da areia e da água. Os pedreiros são remunerados e a contribuição das famílias nos trabalhos de construção caracteriza-se como a contrapartida no processo. Simples, de baixo custo e adaptável a qualquer região, o reservatório fica semienterrado e tem capacidade para armazenar até 16 mil litros de água, quantidade suficiente para uma família de 5 pessoas beber e cozinhar por 6 a 8 meses – período médio da estiagem na região. Com a cisterna, cada família fica independente, autônoma e com a liberdade de escolher seus próprios gestores públicos, buscar e conhecer outras técnicas de convivência com o Semiárido e com mais saúde e mais tempo para cuidar das crianças, dos estudos e da vida em geral.

Resultado Alcançado

Já foram construídas 322.000 cisternas rurais (até 30/12/2010) através do Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) da ASA BRASIL em mais de 1.000 municípios da região semiárida brasileira. Além disso, listamos outros resultados: O aumento da frequência escolar; a diminuição do número de pessoas com doenças, como diarreia, cólera e hepatite A e esquistossomose, em virtude do consumo da água contaminada; a diminuição da sobrecarga de trabalho das mulheres nas atividades domésticas; e a geração de emprego, trabalho e renda para os moradores das comunidades. As cisternas de placas pré-moldadas otimizam o tempo antes gasto na busca de água, permitindo que mulheres e crianças, principais responsáveis pela atividade, possam se dedicar a outros afazeres. Além disso, a boa qualidade da água proporciona mais saúde para quem consome.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Campina Grande / Paraíba01/2001
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Agricultores Familiares
Produtores rurais - Pequenos
Quantidade: 1.000
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Pedreiro1
Servente de Pedreiro1
Pessoas para escavar o buraco onde será construída a cisterna2
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Cimento - 17 Sacos (50 Kg) Ferro 1.4 - 2 Varas Arame Galvanizado nº 12 - 9 Kg Arame Galvanizado nº 16 - 1Kg Brita Cascalhinho - 35 Latas Areia (grossa e fina) - 4,2 Metro ³ Cal hidratada - 10 Kg Impermeabilizante - 2 Litros Zinco de 30 cm - 25 Kg Joelho de 75 mm - 3 Unidade Tê de 75 mm - 1 Unidade Cano de 75 mm - 12 Metros Cadeado nº 25 - 1 Unidade Adesivo Massa Epoxi - 2 Unidade de 100 g Bloco Cerâmico lajota - 100 Bloco de 35 cm X 20 cm Trilho 3 - 3,20 m Trilho 2 -2,80 m

Valor estimado para a implementação da tecnologia

R$ 2.400,00 (custo aproximado do material de construção)

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Associações Comunitárias locais -
Sindicatos de Trabalhadores Rurais -
Entidades Religiosas -
Cooperativas -
CRS -
MISEREOR -
CESE -
Banco Mundial -
Fundação Banco do Brasil -
Cooperação Espanhola -
Comunidade Solidária -
SUDENE -
Petrobras -
Forma de Transferência

Por meio da articulação e fortalecimento da sociedade civil, da mobilização, envolvimento e capacitação das famílias, com uma proposta de educação processual. O método de reaplicação é participativo, com a realização de mutirões e oficinas e uso de cartilhas, vídeos e boletins.

Endereços eletrônicos associados à tecnologia