Cuidando com Arte e Alegria

certificada 2011

Instituição
Arte & Alegria
Endereço
Rua Luiz Gulin, 937 - Osasco - Colombo/PR
E-mail
arteealegria@arteealegria.org.br
Telefone
(41) 3621-6980
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Chverson Melnik(41) 3621-6980chverson@yahoo.com.br
Resumo da Tecnologia

Por meio da contação de histórias, essa experiência busca promover a ambientação hospitalar, proporcionar à criança portadora de neoplasia e seus familiares a compreensão básica a respeito do ato cirúrgico, da implantação de cateter e do tratamento quimioterápico.*{ods3},{ods4}*

Tema Principal

Saúde

Tema Secundário

Educação

Problema Solucionado

Familiares e principalmente as crianças ficam em geral muito apreensivos com a doença, o ambiente hospitalar e com os procedimentos que serão ali adotados. Isso pode influenciar inclusive os resultados do tratamento. Verificou-se que a utilização do brinquedo terapêutico e da contação de histórias nas orientações beneficiou a criança e seus familiares, ajudando-os no entendimento do que está acontecendo, minimizando temores e ansiedades causadas pela hospitalização, ato cirúrgico de implantação do cateter, pelo tratamento quimioterápico e prevenção do contágio da catapora.

Objetivo Geral

Acolher, humanizar e diminuir o impacto traumático do tratamento quimioterápico, bem como o risco de sintomas e distúrbios emocionais a ele associado. Minimizar o medo e ajudar a criança a experimentar um senso de domínio da realidade da experiência traumática que a hospitalização pode causar.

Objetivo Específico

Oferecer orientações nas seguintes áreas: - Orientação quimioterápica: orientações a respeito da possível necessidade da colocação e punção do cateter, efeitos colaterais da medicação e baixa imunidade; - Orientação nutriconal: sensibilização para uma alimentação diferenciada, orientações a respeito de riscos do contágio através de alimentos impróprios para o consumo do paciente imunodeprimido; - Orientação de saúde: orientar os pacientes e familiares sobre o perigo do contágio devido a falta de higiene, a importância do uso da máscara e dos riscos de contágio da catapora; - Orientação social: proporcionar às crianças recursos que facilitem o convívio com a doença e as suas limitações decorrentes.

Solução Adotada

Buscando atingir os objetivos acima enumerados, a estratégia utilizada pela instituição Arte Alegria é a contação da história denominada ¨Robinho: o Robô corajoso¨. Os protagonistas são robôs criados pelo grupo de acordo com o contexto da história. O enredo foi construído sob a orientação das enfermeiras do hospital. A história narra a vida de uma família de robôs que vivencia com seu filho Robinho a doença, o tratamento quimioterápico e seus efeitos. Para explicar a punção foi criado um brinquedo terapeútico. Ao final de cada apresentação é oferecido as crianças, jogos, atividades educativas e distribuido literatura da história. O projeto é desenvolvido por voluntários todas as terças-feiras no Ambulatório de Hemato-oncologia Pediátrica com a participação das crianças e seus familiares. A história utilizada nessa experiência de humanização hospitalar encontra-se como anexo.

Resultado Alcançado

Verificou-se que a utilização do brinquedo terapêutico e da contação de histórias nas orientações, beneficiou a criança e seus familiares ajudando-os no entendimento do que está acontecendo, minimizando temores e ansiedades causadas pela hospitalização, ato cirúrgico de implantação do cateter, pelo tratamento quimioterápico e prevenção do contágio da catapora.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Curitiba / ParanáHospital de Clínicas de Curitiba04/2009
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Crianças
Adulto
Outro (Especificar no campo Solução Adotada)
Quantidade: 10
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Voluntários2
Enfermeiro1
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Robô criado de forma artesanal (papietagem), boneco, história em cartazes, ilustrações e desenhos. Roupas customizada para os voluntários com detalhes infantis, xerox de atividades, gibi, giz de cera, lápis de cor e balões.

Valor estimado para a implementação da tecnologia

- Material (papel,colagem,tinta,etc..) para criação robô: R$ 80,00; - Mala para guardar materiais: R$ 90,00; - Literatura/xerox/balões/giz cera/lápis de cor/mala de médico: R$ 200,00; - Boneca/cateter: R$ 100,00; - Guardapo unidade: R$ 80,00; - Mão-de-obra criação kit: R$ 200,00.

Impacto Ambiental

Na criação do robô é possível utilizar materiais de reciclagem como latas, arames, papéis e outros. Isso favorece o reaproveitamento de materiais que muitas vezes são descartados para transformação em personagem utilizados na contação de histórias.

Forma de Acompanhamento

Ficha de controle com data e tempo do trabalho e quantidade de pessoas alcançadas com supervisão do gestor da area atendida.

Forma de Transferência

Capacitação para o contador de histórias através de curso, apresentação de slides e oficinas de confecção dos materiais ultilizados.

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Capacitar o voluntário a contar a históriaBaixar
Endereços eletrônicos associados à tecnologia