Gestão compartilhada da água

certificada 2013

Instituição
Oréades Núcleo de Geoprocessamento
Endereço
Rua 20 nº36 - Manoel Abrão - Mineiros/GO
E-mail
oreades@oreades.org.br
Telefone
(64) 3661-5825
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Renato Alves Moreira(64) 3661-5825rmoreira@oreades.org.br
Roberta Mota Carvalho(64) 3661-5825roberta@oreades.org.br
Resumo da Tecnologia

Implantação de um sistema de distribuição de água em comunidades assentadas e formação de grupo gestor comunitário para discussão coletiva de valor para o uso da água, buscando garantir a sustentabilidade do sistema.*{ods6},{ods8}*

Tema Principal

Recursos Hídricos

Tema Secundário

Renda

Problema Solucionado

A tecnologia social foi implantada nos assentamentos Serra das Araras, Formiguinha e Pouso alegre que encontram-se em uma área continua e desenvolvem atividades de subsistência relacionadas à agricultura familiar como: produção leiteira, hortaliças, mandioca, cana-de-açúcar e criações. No entanto, essas atividades produtivas não garantem segurança alimentar e renda para as 51 famílias, segundo dados do PDA (Incra 2007) 12% dessas famílias não possuem nenhuma renda e 80% das famílias possuem renda média menor que 1 salário mínimo. A má distribuição dos recursos hídricos e a alteração do regime de chuvas, era um entrave para essas 51 famílias, que não conseguiam garantir o sustento e o aumento de sua produção. Com o aumento da demanda por água, a disputa entre as famílias aumentou o que vinha enfraquecendo o sentimento coletivo, tão necessário ao grupo. O grande gargalo para que a produção das famílias geresse alimentação de qualidade e aumento da produção era a falta de água de boa qualidade e em quantidade suficiente dentro da propriedade, o que colocava as famílias em situação de risco em relação às mudanças climática.

Objetivo Geral

Combater a pobreza e o abandono da terra em áreas de assentamentos, apoiando financeira e tecnicamente no abastecimento de água e na gestão dos recursos hidricos que, simultaneamente, combatem os problemas de segurança alimentar.

Objetivo Específico

1- Disponibilizar assistência técnica e recursos de materiais para 51 famílias a fim de regularizar o abastecimento de água aumentar a produção de alimentos para consumo e comercialização do excedente. 2-Construir mecanismos de gestão e aproveitamento sustentável dos recursos hídricos. 3- Estabelecer valor econômico para o uso da água 4- Promover a sustentabilidade do sistema de abastecimento de água

Solução Adotada

Para solucionar o problema de escassez de água nos assentamentos Serra das Araras, Formiguinha e Pouso Alegre foi perfurado um poço artesiano com 180 metros de profundidade, com vazão atual de 18.000 litros/hora(com capacidade total de 100.000/litros/hora) e uma rede de distribuição com extensão de 25 km passando pela estrada principal, a instalação de hidrômetros e o abastecimento de 51 famílias. As famílias ficaram responsáveis pela mão de obra de instalação da rede de encanamento na estrada principal, sendo que cada família levaria por sua conta a água da estrada principal à sua propriedade. Depois de instalada o poço e a rede, foram realizadas oficinas com as famílias para criação de um regimento de funcionamento do sistema de abasteciimento. o regimento estabelece a eleição do grupo gestor do poço, os usuários, a adesão de novos usuário (vizinhos próximos aos assentamentos), os valores para o uso da água, o vencimento da taxa de uso da água, a forma de manutenção e reparos da rede, as penalidades aos usuários, as obrigações do grupo gestor, as responsabilidades do grupo gestor e a destituição do Grupo Gestor. Os recursos resultantes da cobrança pelo uso da água serão utilizados na manutenção da rede e na criação de um fundo para a sustentabilidade do sistema de abastecimento, sobre responsabilidade do grupo gestor, constituido por representantes das famílias..

Resultado Alcançado

1 Poço perfurado, rede de abstecimento de água instalada com 25.000 km, água disponibilizada em qualidade e quantidade para 51 famílias, grupo gestor formado para gestão do sistema de abastecimento e regimento de funcionamento do poço elaborado.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Mineiros / Goiásassentamentos Formiguinha, Serras da Araras e Pouso Alegre03/2012
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Assentados rurais
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Engenheiro Agrônomo1
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

PERFURAÇÃO ATÉ 400 METROS 1 UND TRANSPORTE DE EQUIP 500,00 1 UND MONTAGEM EQUIP E CANTEIRO DE OBRAS 450,00 100 MTS PERFURAÇÃO EM 06” (0 A 100 MTS.) 9.600,00 100 MTS PERFURAÇÃO EM 06” (100 A 200 MTS.) 12.500,00 100 MTS PERFURAÇÃO EM 06” (200 A 300 MTS.) 16.300,00 100 MTS PERFURAÇÃO EM 06” (300 A 400 MTS.) 21.200,00 20 MTS REABERTURA EM 12” 800,00 1 UND TESTE DE VAZÃO 800,00 1 UND CIMENTAÇÃO DO ESPAÇO ANULAR 300,00 20 MTS REVESTIMENTO GEOMECANICA EM 06 2.022,60 1 UND OUTORGA 1.800,00 1 UND SISTEMA DE CAVALETE COM HIDROMETRO 960,00 1 UND SAPATA DE OPOIO 6”X10” OU CAP DE FUNDO 06” 127,77 EQUIPAMENTOS 1 UND MOTOBOMBA SUBMERSIVEL 10 HP, 380V 10 M3/H 8.899,98 1 UND QUADRO DE COMANDO AUTOMÁTICO 220V 890,00 170 MTS CABO TRIFÁSICO SUBMERSIVEL 3X4 MM 1.992,40 162 MTS TUBO GALVANIZADO A FOGO 1 ½” 7.469,82 27 UND LUVA GALVANIZADA 1 ½ 304,83 1 UND CURVA GALVANIZADA 1 ½ 40,11 1 UND UNIÃO GALVANIZADA 1 ½ 45,19 1 UND NÍPEL GALVANIZADO 1 ½ 10,39 1 UND VÁLVULA DE RETENÇÃO 1 ½ 67,76 1 Und FLANGE (tampa do poço) 6X 1 ½ 112,00 1 UND REGISTRO DE ESFERA 1 ½ 83,16 1 UND FRETE E INSTALAÇÃO 400,00 TOTAL R$ 20.304,67 REDE 23.000 MtS DE CANOS PARA REDE MESTRE DE DISTRIBUIÇÃO R$ 29.448,00 2 caixas de 20.000 litros cada - R$ 7.600,00 51 hidrômetros R$ 3.000,00 ENERGIA Transformador 12.000,00

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Perfuração até 400 metros..............R$ 67.360,67 Equipamentos/poço..................................R$ 20.304,67 Instalação da rede de 25.000 metros.......................................R$ 40.048,00 Transformador.............................................R$ 12.000,00

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Instituto HSBC Solidariedadeapoio financeiro
Impacto Ambiental

A partir da implantação da tecnologia social as familias passaram a fazer uma análise do valor econômico dos recursos naturais, sendo capazes de entender a necessida de garantir a sustentabilidade dos recursos hidricos, especialmente porque os mesmos são escassos na região. O pensar coletivo sobre um valor para o uso da água do poço trouxe para a discussão a importância do uso consciente da água.

Forma de Acompanhamento

Para monitorar a tecnologia social será utilizado os seguintes indicadores: Número de famílias atendidas, quantidade de água do poço consumida, valor arrecado pelo grupo gestor através do fundo de sustentabilidade do poço.

Forma de Transferência

A implantação da tecnologia social é muito simples, sendo apenas necessário a orientação de um agrônomo para definição do local do poço, tirar os pontos com GPS de todas casas beneficiadas e criar um mapa, onde a partir do qual será calculada da rede, que passará pela estrata principal. Após a implantação do poço e da rede as famílias beneficiadas deverão eleger entre os mesmos, um grupo gestor para gestão do sistema de abastecimento de água. Na tecnologia implantada foi criado um regimento de funcionamento do poço que poderá servir de modelo para implantação de outras unidades da tecnologia social.

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Gestão do sistema de abastecimento de águadownload
Artigo sobre a qualidade da água do poço e das propriedadesBaixar
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

Pode haver mudança de orçamento na implantação da tecnologia, uma vez que é possível encontrar água em menor profundidade, como o foi caso da tecnologia já implantada. No entanto, no orçamento apresentado ao prêmio foi considerado perfuração do poço até 400 metros, rede de 25.000 metros, e 51 famílias atendidas. Abaixo segue o depoimento Senhor Zeferino:"Antes do projeto a minha água era um problema muito sério. Eu perdia dia de serviço atrás de água. Confusão, uns brigando por causa de água. Então foi esse o problema, com essa água aí, se eu pagar 50 reais, tá barato, preciso demais dessa água, eu passava dificuldade mais meu cavalo correndo o dia inteiro, fazendo as coisas do trabalho e correndo atrás de água. A noite eu tava pregado".