Banheiro Redondo: Saneamento Básico em Propriedades Rurais

certificada 2015

Instituição
Diaconia
Endereço
Rua Marques Amorim, nº 599 - Boa Vista - Recife/PE
E-mail
alyne@diaconia.org.br
Telefone
(81) 3221-0508
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Adilson Viana(87) 3838-1056adilson@diaconia.org.br
Resumo da Tecnologia

O banheiro redondo é uma tecnologia construída pela Diaconia para garantir às famílias agricultoras acesso ao saneamento básico, contribuindo com a manutenção da saúde familiar e a preservação do meio ambiente como parte de um processo educativo de convivência com o Semiárido. Sua construção é de anéis de cimento feitos com fôrmas de ferro, que é, em média, 40% mais barata do que a de um banheiro convencional. Tem um sistema de filtro para reaproveitar a água da pia, chuveiro e tanque, a qual serve para desenvolver quintais produtivos, que servem para cultivar hortas, pomares e criar pequenos animais. Para a sua construção, a família participa diretamente e se empodera da tecnologia.*{ods3},{ods13}*

Tema Principal

Saúde

Tema Secundário

Meio ambiente

Problema Solucionado

O Banheiro Redondo tenta minimizar um problema que está entre os principais enfrentados pelas famílias empobrecidas que vivem no campo: falta de saneamento básico. Nas comunidades rurais atendidas pela Diaconia existe uma preocupação com a falta de higiene, que é agravada pela falta de banheiro para as necessidades básicas e o asseio corporal. Esta carência também polui as poucos fontes de água existentes, pois no período chuvoso os desejos escorrem contaminando os riachos e poços. Desde outubro de 2003, quando a tecnologia começou a ser implantada, vem se percebendo alguns sinais de atenção do Poder Público com o saneamento básico em áreas rurais, tanto que a proposta despertou o interesse de algumas Prefeituras Municipais, as quais passaram a ser parceiras da Diaconia e previram recursos em seus orçamentos. Outra questão que a tecnologia ajudou a minimizar foi o trabalho das mulheres, que antes precisavam caminhar longas distâncias para lavar roupas em açudes, poços ou riachos temporários. Agora elas lavam as roupas em casa. A construção dos banheiros também favoreceu a diminuição de ataques de animais peçonhentos e a menor incidência de doenças relacionadas com as verminoses

Objetivo Geral

Construir banheiros no meio rural garantindo às famílias agricultoras saneamento básico, contribuindo com a manutenção da saúde, a preservação do meio ambiente e a economia de água, a fim de melhorar a qualidade de vida e a convivência com o Semiárido Brasileiro.

Objetivo Específico

Propiciar o acesso ao saneamento básico através da construção de banheiros redondos com famílias empobrecidas do meio rural; Reutilizar a água do chuveiro, da pia e do tanque para o desenvolvimento de experiências agroecológicas no entorno da casa com objetivo de melhorar a segurança alimentar e nutricional; Contribuir para a elevação do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) dos municípios pobres; Minimizar o trabalho das mulheres e orientá-las sobre questões ligadas à saúde, saneamento e meio ambiente.

Descrição

O banheiro redondo é uma tecnologia construída pela Diaconia que tem o grande objetivo de garantir às famílias agricultoras o acesso ao saneamento básico, contribuindo com a manutenção da saúde familiar, a preservação do meio ambiente e a economia de água, como parte de um processo educativo de convivência com o Semiárido Brasileiro. A construção se dá a partir da utilização de anéis de cimento feitos com fôrmas de ferro, as quais também são utilizadas na construção de placas para revestimento de poços amazonas, caixas d’água redondas e para a construção de silos para armazenar forragens para a criação animal. Têm um reservatório de 1.700 litros de água, fossa séptica, sumidouro e sistema de reaproveitamento da água. Privada, pia e chuveiro, compõem as peças internas, além de lavador de roupas que utiliza a água da mesma caixa, o que diminui o trabalho das mulheres que antes caminhavam longas distâncias com bacias de roupas na cabeça para lavá-las em açudes, poços e riachos temporários. A construção do banheiro redondo é realizada em cerca de 04 dias e, em média, é 40% mais econômica do que a de um banheiro construído em alvenaria convencional. Para a construção do Banheiro não se faz necessária mão de obra especializada. As pessoas que tenham alguma habilidade e ou conhecimento de construção civil, e que tenham passado por um processo de formação estão aptas a construí-lo. A Diaconia promove a formação de pedreiros nas comunidades que recebem o equipamento. A tecnologia é de fácil replicação, sendo baseada em 04 fôrmas que produzem um anel de 0,50m de altura por 1,50m de diâmetro. Cada fôrma é dividida em 06 partes, sendo 03 por fora e 03 por dentro. O banheiro possui uma caixa d’água que é abastecida com uma bomba, um filtro e uma caixa de gordura. Esta caixa de gordura recebe as águas oriundas da pia, do chuveiro e do tanque de roupas e retém os resíduos. Em seguida a água segue para o filtro com quatro camadas de areia e brita, que vai reter os resíduos não filtrados pela caixa de gordura. Na etapa final de funcionamento, a água filtrada segue para um tanque onde poderá ser reutilizada em cultivos de árvores frutíferas e espécies forrageiras. Os dejetos seguem para uma fossa feita de cimento, onde a parte sólida fica em seu interior, e a água vai para um sumidouro composto por duas camadas de areia e duas camadas de brita de tamanhos diferentes, colocadas de modo alternado. Este sumidouro serve como uma espécie de filtro responsável por lançar a água da descarga para a natureza com menor índice de contaminação, ou seja, minimiza o impacto ambiental. Este sistema não faz reuso da água oriunda da descarga. O sistema de reaproveitamento da água também tem sido utilizado para desenvolver experiências com quintais produtivos, locais onde se cultiva hortas, pomares e a criação de pequenos animais, especialmente aves. O reaproveitamento da água também favorece a redução do custo da produção.

Resultado Alcançado

A disseminação desta tecnologia social criou uma nova perspectiva de qualidade de vida para as pessoas que vivem no campo. Ela propiciou à diminuição de ataques de animais peçonhentos, menor incidência de doenças relacionadas com verminoses, mulheres e jovens não precisam mais caminhar longas distâncias para buscar água para um simples banho e melhorou a geração de trabalho e renda a partir da capacitação de pedreiros para construção dos banheiros. As famílias que já foram beneficiadas com a tecnologia não tinham acesso a saneamento através de banheiro. Com a construção dessas ´´casinhas sanitárias´´ o impacto ambiental é positivo, dado que as famílias evitam a contaminação das fontes de água, como também têm mais saúde por conta da higiene pessoal. Ao longo desses anos cerca de 500 famílias já foram beneficiadas diretamente com o uso dos Banheiros Redondos, lembrando que um único banheiro pode beneficiar até 05 pessoas de uma mesma família; o que significa 2.500 pessoas diretamente beneficiadas. Em 2006 e 2007 a Tecnologia passou a compor o Orçamento da Secretaria Municipal de Saúde e Agricultura de São José do Egito/PE. Em 2006 a Prefeitura de Afogados da Ingazeira/PE também adotou os banheiros redondos nas ações de saneamento básico para famílias agricultoras. Em 2007 a tecnologia foi uma das 5 finalistas no Nordeste do Prêmio Tecnologia Social (FBB) e hoje integra o Banco de Tecnologias Sociais do Banco do Brasil, Petrobras e Unesco. Em 2008, o Prorural, unidade técnica gerenciadora de projetos ligada a Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco, construiu 150 banheiros em comunidades quilombolas, no Sertão de Pernambuco.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Antônio Martins / Rio Grande do NorteColônia, Trincheira, Salva Terra, Alegre.03/2010
José da Penha / Rio Grande do NorteFlechas II03/2010
São Miguel / Rio Grande do NorteMata, São Paulo, Timbaúba.04/2010
Umarizal / Rio Grande do NorteAssentamento Remédio, Caiçara de Teixeira/Caiçara, Varzea do Barro, Cajazeiras, Rodeoador.05/2010
Caraúbas / Rio Grande do NorteMarrecas, Faz. Umari, Boagua, Cacimba do Meio07/2010
Lucrécia / Rio Grande do NorteVarzea grande03/2007
Doutor Severiano / Rio Grande do NorteLagoa de Dentro, Pé de Serra dos Correias, Merejo09/2010
Antônio Martins / Rio Grande do NorteTrincheira12/2009
Afogados da Ingazeira / PernambucoPajeú Mirim, Poço Moleque, São João Novo, Pau Ferro, Riacho da Onça, Carnaubinha, Queimadas07/2004
São José do Egito / PernambucoQuebra07/2004
Lucrécia / Rio Grande do NorteSítio Várzea Grande05/2006
Itapetim / PernambucoSertãozinho, Cacimba Salgada, Raposa02/2007
Quixabá / PernambucoSerrote, Arco da serra, Riacho Fundo, Barreiros, Varjota02/2007
Afogados da Ingazeira / PernambucoSão João Velho02/2005
São José do Egito / PernambucoQueimada de Zé Vicente, Curralinho, Encanto, Barreiros, Retiro,03/2005
São José do Egito / PernambucoXaverinho, Laje do Gato, Baraúnas, Atrás da Cobra10/2003
Carnaíba / PernambucoSanto Antônio I, Chico Pereira, Riacho Fundo, Serra Branca, Brejo10/2007
Afogados da Ingazeira / PernambucoSítio Nazaré10/2010
Caraúbas / Rio Grande do NorteCachoeirinha09/2010
Afogados da Ingazeira / PernambucoMinadouro da Caparuça10/2005
São José do Egito / PernambucoFazenda Nova10/2004
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Adulto
Agricultores Familiares
Crianças
Jovens
Mulheres
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

DISCRIMINAÇÃO UNIID. QUANT. Cimento Saco 16 Impermeabilizante Kg 1 Aram 12 Kg 0,2 Ferro 1/4 Kg 24 Arame 18 Kg 0,1 Tela fina galvanizadaMetro 1 Ferro 4.2 Kg 18 Tijolo comum Uni 400 Brita 08 Lata 50 Brita 12 Lata 5 Brita 18 Lata 5 Brita 22 Lata 5 Cal Lata 0,5 Bacia sanitária Uni 1 Assento sanitário Uni 1 Lavatório de mão Uni 1 Bucha p/ bacia Uni 1 Valvula p/ lavatório Uni 1 Torneira 1/2" Uni 1 Engate 1/2 Uni 1 Parafuso c/ bucha (Jogo) Uni 1 Chuveiro c/ braço Uni 1 Cano 40 soldável Metro 3 Joelho 40 soldável Uni 1 Curva longa 40 esgoto Uni 1 T 40 Uni 1 Ralo sifonado Uni 1 Redução de 40x20 Uni 2 Cano de 20 soldavel Uni 2 Joelho 20 soldavel Uni 2 Joelho LR 20x1/2 Uni 2 Cano 100 mm Barra 1 Joelho 100 mm Uni 2 T 100 mm Uni 1 Registro 40 esfera pvc Uni 1 Fita veda rosca pequena Uni 1 Fita isolante Uni 1 Cola de cano pequena Uni 1 Targetas PVC 2 " (porta) Uni 2 Parafusos 1/8x1" (Porta) Uni 40 Bucha 40x20 (Porta) Uni 2 Forro p/ porta Metro 1,2 Rodaforro Metro 6 Cano 40mm esgoto Metro 3 Registro 20" esfera Uni 1 Dobardiça (porta) Uni 3 Puxador (porta) Uni 1 Fio elétrico flexivel Metro 10 Bocal elétrico Uni 1 Pêra elétrica Uni 1 Pedreiro D/H 5 Areia grossa lata 140 Areia fina lata 10 Auxiliar de pedreiro D/H 12

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Aproximadamente R$ 2.300,00 (Dois mil e trezentos reais) para construir 01 banheiro.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Projeto Dom Hélder Câmara (PDHC)Parceria com assessoria técnica e disseminação da tecnologia.
ICCO e Kerk in ActieAgência de Cooperação Internacional que apoiou em 2008 o projeto Saúde e Saneamento: Qualidade de vida no semiárido pernambucano.
Prefeitura Municipal de São José do Egito-PEApoio financeiro para a disseminação da tecnologia.
Federação Luterana MundialParceira Institucional da Diaconia que apoia a construção dos banheiros.
Ajuda da Igreja da Noruega - Norwegian Church Aid (NCA)Parceira que apoia o desenvolvimento e aplicação do Banheiro Redondo.
Tearfund - Comissão EuropéiaParceira que apoia a construção do Banheiro Redondo com recursos financeiros via projetos institucionais.
Prorural - Programa de apoio ao desenvolvimento rural sustentável de PernambucoParceria que ajudou a construir banheiros em comunidades quilombolas, no Sertão de Pernambuco.
Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Capa da cartilha sobre Saneamento BásicoBaixar
Descrição do Banheiro RedondoBaixar
Recursos materiais + mao de obra necessários para implantação do Banheiro Redondodownload
Capa da cartilha Convivendo com o Semiárido - Construção do Banheiro RedondoBaixar
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

Para Seu Adenilton Nunes do Nascimento, sua esposa Dona Valdeci e seus cinco filhos, moradores da comunidade Olho D´água, no município de São José do Egito/PE, o Banheiro Redondo construído em 2005 trouxe dignidade para a família: “Hoje tudo é diferente. A vida está maravilhosa!”, conta Dona Valdeci ao lembrar como era difícil para a sua filha deficiente tomar banho e fazer as necessidades fora de casa. Lembra também que tanto ela como o marido precisavam “se segurar´” e esperar anoitecer para poderem usar o ´”banheiro da natureza”. Hoje, toda a família está muito satisfeita com o banheiro redondo, “nos sentimos à vontade para usar o banheiro em qualquer hora do dia ou da noite”.