Centro de Tecnologias Livres do Recife

certificada 2015

Instituição
Centro Marista Circuito Jovem do Recife
Endereço
QS 01 - rua 210 - Lote 40 - 10º Andar Torre A Edifício Taguatinga Shopping - Pistão Sul - Lote 40 - Taguatinga/DF
E-mail
claureth@marista.edu.br
Telefone
(61) 2102-5372
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Domingos Sávio de França(81) 3441-1428dfranca@marista.edu.br
Resumo da Tecnologia

Acreditando que o ser humano tem o potencial de transformar sua realidade e que o jovem tem a energia de ser o protagonista desses processos de mudanças, que nasce em 2009, o Centro de Tecnologias Livre do Recife, que age como integrador socioambiental e humanitário para as pessoas da Região Metropolitana do Recife refletirem sobre a problemática do acumulo de resíduos sólidos nas grandes cidades. Desta forma o espaço se apresenta como importante agente de sustentabilidade e fomento a dignidade humana, desenvolvendo tecnologias livres e sociais que apontam para um mundo diferente e sustentável. O lema é cuidar do meio ambiente em um mundo cada vez mais tecnológico.*{ods8},{ods13}*

Tema Principal

Meio ambiente

Tema Secundário

Renda

Problema Solucionado

Esse projeto utiliza o lixo eletrônico que é descartado pela sociedade e o transformará em Kits de Robótica Livre e Telecentros que serão utilizados em movimentos de inclusão digital e na irradiação da ciência e tecnologia nas redes públicas de ensino do Brasil. Para cada computador fabricado são necessários 10(dez) vezes o seu peso em produtos químicos e combustíveis fósseis. O volume desse lixo no mundo é assustador! A iniciativa dissemina sua tecnologia social nas redes públicas de ensino do Estado de Pernambuco e Região Nordeste, concentrando suas ações no Centro de Recondicionamento de Computadores do Recife que hoje atua no Brasil como um dos principais pontos de convergência das agendas de inclusão sociodigital, meio ambiente, qualificação profissional, inovação, e logística reversa de resíduos eletroeletrônicos. Entre os impactos, destacamos o potencial de criar oportunidades para que adolescentes e jovens desenvolvam suas inteligências para as áreas de robótica livre (criação de artefatos programáveis), metareciclagem, produção audiovisual colaborativa, empreendedorismo digital, economia criativa e jogos digitais.

Objetivo Geral

Constituir-se em centro ativo, inserido na comunidade, voltado para a experimentação e desenvolvimento de tecnologias livres para o fomento da inclusão sociodigital e a robótica livre.

Objetivo Específico

1. Oferecer um conjunto de cursos, capacitações e vivências socioeducativas para jovens e adultos em situação de vulnerabilidade socioeconômica potencializando aprendizagens em áreas como Robótica, Metareciclagem e Educação Socioambiental; 2. Atender adolescentes, jovens e adultos pertencentes as cooperativas de catadores e recicladores da RMR com palestras, oficinas, cursos e capacitações nas áreas de inclusão sociodigital, educação ambiental, crescimento pessoal, competências laborais, criatividade empreendedora, gerenciamento e reciclagem de resíduos eletro-eletrônicos; 3. Disponibilizar para o segmento de cooperativas de catadores do Estado de Pernambuco um espaço de referência para a qualificação dos processos de coleta, triagem, segregação, estocagem, comercialização e venda de recicláveis de resíduos eletro-eletrônicos; 4. Realizar palestras, seminários e oficinas de educação socioambiental com foco na coleta seletiva, e resíduos eletro-eletrônicos nas escolas públicas.

Descrição

O Centro de Tecnologias Livres exercita o ato de sonhar com uma sociedade sustentável e promotora da garantia dos direitos, onde princípios como responsabilidade ambiental e solidariedade sejam assumidos por todos, onde a sociedade civil e o governo construam uma cultura participativa de parceria para a melhoria das condições de vida das populações, especialmente suas Juventudes. Bem como, resolver a problemática de cuidar do meio ambiente em um mundo cada vez mais tecnológico. O processo tecnológico age unindo, dentro do mesmo ambiente, elementos de tecnologia, consciência ambiental e social. As atividades para formação profissional se baseiam nas tecnologias de informação, mas além da técnica, como parte de um projeto social ainda maior, o centro atua com ações que valorizam a vida, o ser humano e o seu ambiente. Assim, objetiva uma formação completa de um cidadão, desde sua formação básica e profissional até sua atuação social e responsabilidade com o ambiente. Como o primeiro elemento, foi criado o Centro de Recondicionamento de Computadores do Recife (CRC Recife), que recebe computadores usados de órgãos públicos e entidades privadas para recondicionamento e posterior doação para telecentros comunitários em toda região norte/nordeste. O princípio básico é selecionar componentes que eram rotulados como obsoletos (lixo-eletrônico) e reaproveitá-los para formar uma infraestrutura para inclusão sociodigital. Além de Recondicionador, os egressos do CRC Recife podem participar de uma CIRCUITO DE ATIVIDADES E EXPERIMENTAÇÕES de caráter socioambiental e empreendedor. É notório que a formação do jovem não deve se resumir a capacidade técnica, mas também a geração de emprego e renda, assim intenciona aproximar os egressos do mercado de trabalho com capacitações sobre a área de negócios e empreendedorismo. Com o objetivo de fechar o ciclo na reciclagem de computadores e componentes eletrônicos, o CRC Recife implantou o processo de Metareciclagem de componentes eletrônicos não aproveitáveis para Recondicionamento. Assim, ao receber uma doação de um componente, ele será triado para saber se pode entrar na cadeia de recondicionamento. Caso não possa, ele será encaminhado para o processo de reaproveitamento dos metais e componentes básicos daquela peça. Assim, evita-se o descarte em local não apropriado de elementos que possam comprometer a saúde ambiental e ecológica da região, como metais pesados e baterias. O produto final da Metareciclagem servirá de matéria-prima para outras entidades de produção e os resíduos não-aproveitáveis serão passíveis de serem descartados sem causar danos ao meio ambiente e sem risco aos seres humanos. No final deste período, os jovens estarão aptos a trabalharem na unidade de metareciclagem de componente eletrônicos. A integração desses elementos, o Recondicionamento e a Metareciclagem, cria uma infraestrutura completa de tratamento de resíduos eletrônicos. Mas muito além dos resíduos e dos computadores recondicionados, o centro promove a valorização social e profissional de jovens de periferia em situação de vulnerabilidade e risco social, através das capacitações técnicas de recondicionamento, reciclagem e empreendedorismo. De modo que o maior resultado da atuação do centro são os jovens atendidos. O objetivo final é o fortalecimento de um espaço de inclusão social e tecnológica com excelência de atendimento aos jovens da periferia da cidade do Recife. Segue o resumo das principais ações desenvolvidas: Descrição das ações desenvolvidas 1. Oficina de Meta-Arte – Nessa ação os resíduos de equipamentos eletroeletrônicos classificados com “sucata” passam por um processo de meta-arte e, com muita criatividade, viram obras de arte. O espaço é propício à experimentação artística e desenvolvimento do senso criativo das pessoas. 2. Robótica Livre – Sabe-se que o ensino de robótica pode oferecer conhecimento multidisciplinar, e que vem ganhando força em iniciativas ligadas à tecnologia, ao meio ambiente e à sustentabilidade, o itinerário formativo nasce com a finalidade de estimular habilidades em áreas como programação, lógica, artes, literatura e outras. 3. Qualificação Profissional - O CRC Recife oferece formação nas áreas Suporte Avançado em Recondicionamento de Computadores, Robótica Pedagógica Livre, Programação de Computadores, Novas Tecnologias e Meio Ambiente. 4. Núcleo de Recondicionamento de Computadores – Integrado com o projeto Computadores para Inclusão o CRC Recife recebe computadores de órgãos públicos e entidade privadas, buscando reaproveitar peças classificadas como obsoletas, a fim de recondicionar tais computadores e encaminhá-los a Telecentros comunitários no Norte/Nordeste, criando uma rede de inclusão sociodigital. 5. Educação Ambiental - Divulgação de agenda socioambiental estimulando o manejo e recondicionamento de resíduos eletrônicos. A mensagem é difundida através de workshops, palestras e vivências práticas.

Resultado Alcançado

1. São mais de 6(seis) mil beneficiadas nas capacitações e atividades de meta-arte, robótica livre, recondicionamento de computadores, reciclagem de resíduos eletroeletrônicos, educação ambiental, tecnologia da informação, empreendedorismo social. 2. Nesse período foram doados 185 kits Telecentros – com computadores recondicionados – para creches, escolas e outras instituições do Nordeste, o que amplia os beneficiários indiretos para cerca de 200 (duzentas) mil pessoas. 3. Entre as conquistas, destacamos que em 2011 o Prêmio ARede, na categoria Sustentabilidade e Gestão. Em 2012, o Prêmio Telecentros Brasil, sendo a iniciativa destaque nacional. Já em 2013 o Prêmio 3º Concurso Ensinar e Aprender – Tecnologias Sociais. O premiado foi Marcos Egito, educador social da casa que inscreveu suas práticas educativas. Egito utiliza materiais eletrônicos descartados para construção de artefatos robóticos sob a metodologia da robótica livre. Em 2014, semi-finalista do 1º Desafio Brasil Google de Tecnologia Social. 3. No campo da documentação e sistematização da experiência, contamos com uma ampla participação na internet, redes sociais, exposição na mídia regional e nacional, participação em eventos nacionais e internacionais, objeto de pesquisa em trabalhos acadêmicos da graduação até doutorados, e, citações em diversos artigos de revistas e jornais impressos.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Recife / PernambucoA Tecnologia Social atende pessoas de todas as cidades da RMR. Cerca de 110 Bairros03/2009
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Adolescentes
Adulto
Afrodescendentes
Alunos do ensino básico
Alunos do ensino fundamental
Alunos do ensino médio
Alunos do ensino superior
Artesãos
Catadores de material reciclável
Crianças
Desempregados
Diretor de escola
Empreendedores
Famílias de baixa renda
Gestantes
Idosos
Jovens
Lideranças Comunitárias
Mulheres
Operários da Construção civil
Organização não Governamental
População Carcerária
População em geral
População em situação de rua
Portadores de deficiência
Professores do ensino básico
Professores do Ensino Médio
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

1. Implantar a estrutura do Centro de Tecnologias Livre - R$ 200.000,00 2. Aquisição de Equipamentos - R$ 100.000,00 3. Aquisição das Máquinas -R$ 95.000,00 4. Aquisição das Ferramentas Operacionais - R$ 63.000,00 5. Aquisição de veículo para coleta de REEE - R$ 60.000,00

Valor estimado para a implementação da tecnologia

R$ 518.000,00 (quinhentos e dezoito mil reais)

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Ministério das ComunicaçõesParceiro Financiador
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

O Centro de Tecnologias Livre na minha vida chegou através de uma grande pessoa. No inicio eu pensei que era um simples curso, nada demais assim. Já tinha frequentado outros, mais sempre deixava de ir por motivo de trabalho. O Centro vem abrindo minhas especificações, e suprindo todas as minhas curiosidades e me proporcionando tudo que preciso. Hoje esse lugar é na minha vida tudo e mas um pouco, desde me dar conhecimentos e me proporcionar a entrada no mercado, como também informações e construir várias e grandiosas amizades. Os nossos educadores são perfeitos os melhores do mercado, os mais informados sempre suprindo todas as duvidas.O Centro de Tecnologias Livre chegou na hora em que eu mais queria uma boa qualificação, me sinto feliz e orgulhoso por estar aqui. Orlando Junior