Canteiros produtivos e terreiros de raspa de mandioca

certificada 2013

Instituição
Sociedade de Açoes Educativas Sociais e Tecnológicas
Endereço
Rua Arlindo Lins, 29 - Centro - Pilão Arcado/BA
E-mail
saetdepilaoarcado@gmail.com
Telefone
(74) 3534-2211
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Georg Wilhelm Mayer(74) 3534-2211saetpilaoarcado@gmail.comwww.saet-arcado.blogspot.com
Jailson RIbeiro Borges(74) 9994-5965jailsonrb10@yahoo.com.br
Resumo da Tecnologia

Canteiros produtivos e terreiros de raspa de mandioca é uma forma de convivência com o semi-árido, em que a comunidade contemplada trabalha em sociedade, produzindo rações para os animais e ao mesmo tempo produzindo hortaliças para o consumo próprio e comercialização.*{ods2},{ods3},{ods8}*

Tema Principal

Alimentação

Tema Secundário

Renda

Problema Solucionado

Pilão Arcado é um município que está inserido no semi-árido brasileiro, do estado da Bahia, por isso muitas comunidades sofrem muito com a estiagem prolongada a exemplo das comuinidades de Chamuscado, Baixão, Lagoa Grande e Baixão do Mocó. Nos períodos mais críticos de estiagem a população dessas comunidades perdem tudo que conseguem adquirir para a sua sobrevivência, como: plantações, animais e até mesmo a água para o consumo humano fica inviável. A partir dessa realidade, a SAET que já investiu na construção de cisternas para captação de água da chuva, resolveu implantar nessas comunidades os Canteiros Produtivos fazendo uma integração entre Terreiro de ração para os animais, construção de cisternas para captação de água da chuva para o trabalho das atividades que envolvem a fabricação da ração que é feita da sobra da mandioca e para a produção de hortaliças através de canteiros que são construídos no mesmo complexo. Dessa forma, essa tecnologia ajudou a amenizar os problemas resultantes da estigem prolongada, produzindo ração para os animais e hortaliças para o consumo humano.

Objetivo Geral

Garantir as famílias numa nova dinâmica produtiva, ressalvando o equilíbrio socioeconômico e ambiental.

Objetivo Específico

Promover a integração socioambiental na comunidade; Desenvolver técnicas agrícolas sustentáveis na comunidade; Proporcionar uma alimentação sadia e alternativa.

Solução Adotada

A Tecnologia Social funciona dessa forma: existe um terreiro construído com uma casa protetora do motor que é usado para fazer a trituração das sobras da mandioca juntamente com outras culturas, como a palha do milho, a própria folha da mandioca, leucena e outros tipos de plantas que servem para ração animal. Nesse terreiro construído de concreto, é colocado a ração para secagem e o mesmo terreiro é usado para captação de água da chuva, sendo direcionada para três cisternas, onde a água armazenada é utilizada na limpeza dos equipamentos do terreiro, e também para o plantio de hortaliças que são cultivadas nos Canteiros produtivos. A metodologia adotada foi a partir da realidade de cada comunidade, para isso foram realizadas reuniões nas comunidades com o coordenador do projeto para explicação sobre o funcionamento do projeto, para que cada comunidade beneficiada recebesse um Terreiro, foi organizado uma sociedade para as famílias envolvidas com direito a um sócio por família, essa sociedade tem a responsabilidade de administrar o bem, para que todos os envolvidos pudessem se beneficiar. Também foi criado o Estatuto do Terreiro de raspa de mandioca para nortear as decisões a serem tomadas dentro da sociedade.

Resultado Alcançado

A tecnologia Social chegou a beneficiar mais de 150 famílias, com essa tecnologia a qualidade de vida das famílias envolvidas melhorou, pois passaram a produzir ração para os animais que servem para a sua subsistência e também para a comercialização. Ao mesmo tempo com o cultivo de hortaliças que são produtos orgânicos livres de agrotóxicos, já traz um grande beneficio para a saúde das pessoas. As hortaliças cultivadas como: coentro, cebolinha, alface, pimentão e outros, serviam tanto para o consumo da comunidade como também para outras comunidades quando era comercializado o excedente da produção.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Pilão Arcado / BahiaBaixão do Mocó, Baixão, Baixão II,Castanheiro, Poço Castanho e outros11/2006
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Agricultores Familiares
Crianças
Mulheres
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Coordenador de Projetos, Agente de acompanhamento do projeto, Pedreiros, serventes.8
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Para construir o terreiro com cisternas: Motor com acessórios para triturar a ração, 150 sacos de cimento, 500 blocos cerâmicos, 450 telhas. Para construir os canteiros: 180 blocos de cimento 02 sacos de cimento 7 metros de lona 1 carrinho de mão 03 enxadas 03 regadores

Valor estimado para a implementação da tecnologia

20.000,00 mil reais

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Paróquia Santo Antonio de Pilão Arcado -
Forma de Acompanhamento

O acompanhamento dos Terreiros e Canteiros são feitos através de monitoramento de um agente de campo, que mensalmente se desloca às comunidades beneficiadas, fazendo reuniões e analisando o andamento do projeto.