Minibiodigestor residencial

certificada 2013

Instituição
Associação de Criadores de Frangos Caipira
Endereço
Rua: Veneranda Eufrásia da Silva, 169 Centro São José do Cerrito - Turimar - São José do Cerrito/SC
E-mail
denizetemota@yahoo.com.br
Telefone
(49) 3242-1182
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Diego Andrei Reimann(49) 8851-1430diegoepmoncfr@hotmail.com
Resumo da Tecnologia

O equipamento consiste de um tanque de fermentação (subterrâneo), onde são tratados os dejetos humanos e o lixo orgânico da residência, com eficiência parasitológica e bacteriológica entre 95% e 99%. Durante o processo é produzido biogás, que substitui o gás de cozinha (GLP) eficientemente.*{ods7},{ods13}*

Tema Principal

Energia

Tema Secundário

Meio ambiente

Problema Solucionado

Saneamento básico; Gás de cozinha; Economia doméstica; Proteção ao meio ambiente.

Objetivo Geral

Tratar resíduos com alto poder poluidor; Gerar renda.

Objetivo Específico

Pelo processo de tratamento também resolve-se o problema do mau cheiro, que ocorreria caso não houvesse tratamento adequado para os dejetos e lixo orgânico. Evita-se a proliferação de doenças ligadas a falta de saneamento. Substitui-se o GLP pelo biogás, de semelhante poder calorífico e menor poder poluidor, pois, além de se tratar de combustível renovável, é produzido a partir da biomassa. Além de substituir um derivado do petróleo (o gás de cozinha), o projeto evita que seja lançado metano (componente inflamável presente no biogás) na atmosfera, já que o metano contribui 21 vezes mais para o aumento do efeito estufa do que o gás carbônico. Quando se queima metano, resulta gás carbônico e vapor d'água, ambos de poder poluidor bem menor do que o monóxido de carbono (resultante da queima do GLP) ou do metano quando não queimado. O equipamento tem, portanto, várias vantagens, dentre as quais a de operação de descarga automática (gravidade), facilitando a operação.

Solução Adotada

Utilizar mão de obra local; Materiais de baixo custo; Funcionamento por gravidade, favorecendo o automatismo. Utilizamos baixa pressão, o que contribui para tornar o sistema bastante seguro. Há possibilidade de construção com vários materiais, o que permite escolher a melhor relação custo/benefício. O gás é conduzido por encanamento subterrâneo, diretamente ao fogão, simplificando assim a instalação.

Resultado Alcançado

Retorno do valor aproximado de um botijão de 13 kg de GLP/45 dias. Economia de lenha, pois utiliza-se menos o fogão a lenha, principalmente em dias quentes. Economia de mão de obra com o corte/estocagem da lenha Poupa as florestas. Maior agilidade para cozinhar. Possibilidade de tratamento e geração de biogás para um grupo de residências. Não produz cinzas, nem fuligem. Destinação do lixo orgânico, papéis velhos, grama cortada, folhas de árvores e demais tipos de palha. Facilita o trabalho da coleta de lixo. Aumenta a vida útil dos aterros sanitários. Oficinas, palestras e visitas.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
São José do Cerrito / Santa Catarinalocalidade Toca da Onça01/2008
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Agricultores Familiares
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Gestor Ambiental1
Servente1
Pedreiro1
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

1 tanque de fermentação; 1 gasômetro; encanamento.

Valor estimado para a implementação da tecnologia

R$ 6000,00, variando conforme o tamanho/produção do equipamento. O valor tende a ser menor quando se trabalha no coletivo.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Epagrivisitas técnicas
Impacto Ambiental

Altamente positivo, com eliminação de patógenos e destinação correta de resíduos.

Forma de Acompanhamento

Quando da instalação, faz-se necessária a instrução dos usuários, bem como visitas para acompanhamento da utilização da tecnologia. O contato com a Epagri é bastante facilitado, com o que se pode sanar possíveis dúvidas. Pode-se prever oficinas com o gestor, também sobre unidades já instaladas, visando aperfeiçoamento da tecnologia e maiores conhecimentos a serem trocados.

Forma de Transferência

Oficinas, palestras, capacitação da mão de obra local. Replicar o equipamento.

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
noticia veiculada pela epagri scBaixar
foto 2Baixar
reportagem na residencia do projetodownload