Apoio e Estimulação ao Bebe de Risco

certificada 2019

Instituição
Associação de Reabilitação Infantil Limeirense
Endereço
Rua Dr. Roberto Mange, 523 - Jardim Mercedes - Limeira/SP
E-mail
falecom@aril.com.br
Telefone
(19) 3404-8900
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Luciana R. Gazoto Migotti(19) 3404-8900falecom@aril.com.br
Paula Lazzarini(19) 3404-8900psicologia@aril.com.br
Resumo da Tecnologia

Para atender a demanda de recém nascidos que estavam em fila de espera na organização com idade entre 0 a 8 meses, geralmente bebês de risco prematuro ou com algum tipo de deficiência, foi implantando uma estratégia de chamar a família juntamente com a criança para receber orientações a respeito do desenvolvimento infantil. Nesses encontros profissionais de diversas áreas contribuem com conteúdo específico e facilitam o entendimento das famílias com relação ao desenvolvimento adequado. Em cada encontro são chamados 10 famílias com seus respectivos bebês e as orientações são oferecidas, com materiais específicos. A partir desta abordagem conseguimos minimizar os atrasos.*{ods3},{ods4}*

Tema Principal

Saúde

Tema Secundário

Educação

Problema Solucionado

Sempre houve na organização uma preocupação com a grande demanda de bebês entre 0 a 1 ano que chegavam na organização em busca de atendimento e ficavam aguardando por quase 4 meses até iniciarem a triagem pela equipe. Como o desenvolvimento infantil até o primeiro ano de vida é muito intenso, nesta fase, estes bebês poderiam apresentar atraso significativo no desenvolvimento neuropsicomotor.Sendo assim, a equipe identificou a necessidade de agilizar esse processo criando uma estratégia através de grupos de mães e bebês, nos quais as mães recebem orientações de como estimular adequadamente seu filho. Essa proposta já acontece há mais de 8 anos e reduzimos significativamente o número de bebês na lista de espera da organização e minimizamos os riscos do atraso no desenvolvimento.

Objetivo Geral

Proporcionar suporte, orientar e monitorar as famílias com bebê de risco sendo prematuro ou com algum tipo de deficiencia, minimizando o atraso no desenvolvimento.

Objetivo Específico

Proporcionar suporte à família do bebê de risco para o seu desenvolvimento. Orientar a família quanto ao desenvolvimento do bebê. Realizar atendimento de estimulação precoce e de intervenção para reabilitação neuropsicomotora , a fim de contribuir para o melhor desenvolvimento da criança. Reduzir o tempo de espera para avaliação, minimizando os riscos de atraso no desenvolvimento e a instalação da deficiência. .

Descrição

A iniciativa surgiu ao identificar o tempo de espera de bebês para ser submetido a avaliação e que o mesmo estava ficando longo e que isso poderia ser prejudicial as crianças. Sendo assim agilizamos o processo realizando a orientação às famílias e reduzimos significativamente o número destes bebês na lista de espera. Deste modo, resolvemos criar grupos de mães e bebês para receberem orientações e monitoramento para estimular adequadamente os bebês. Organizamos uma equipe com vários profissionais especializados os quais atuam semanalmente nos grupos, com profissionais das áreas de serviço social, psicologia, enfermagem, fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional e nutricionista para orientar os pais na tarefa de estimular as crianças. Os bebês são acompanhados nos grupos até que completem a triagem na organização e iniciem atendimento especializado individual. Em se tratando de crianças, quanto mais precoce for a intervenção, melhor será o resultado obtido. Esse processo de chamar as famílias e iniciar os grupos ocorre em 2 meses e garante que a criança esteja recebendo algum tipo de acompanhamento antes mesmo de ser definido seu diagnóstico pela equipe. Os grupos acontecem 2 x na semana por duas horas, a cada uma hora uma dupla de profissionais oferecem orientações e estimulações diversas as famílias e suas respectivas crianças, ao final de quatro semanas , novas crianças são chamadas. Ao final do grupo é aplicado um questionário o qual é utilizado para verificar o grau de satisfação das familias como também é entregue um certificado de participação aos pais.

Resultado Alcançado

Com o projeto sendo desenvolvido há mais de 8 anos na organização, percebemos um envolvimento maior da família com a equipe e com maior apropriação sobre o desenvolvimento infantil refletindo no melhor estimulo as crianças, com isso uma melhora em seu desenvolvimento. No no de 2012 fomos vencedores do premio Criança pela fundação Abrinq pela proposta do trabalho e no ano de 2015 conseguimos o financiamento do projeto por 2 anos, através do edital do programa nossas crianças, também pela fundação abrinq. Durante esse período realizamos várias capacitações e fomos aprimorando nosso trabalho. Atualmente o projeto passou a integrar os programas na organização pela sua relevância e impacto. De 2010 até abril de 2019, somam-se 621 crianças já atendidas pelo projeto.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Limeira / São PauloJardim Mercedes09/2010
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Portadores de deficiência
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Sala adequada com cadeiras, colchonetes, armários, materiais de estimulação sensorial, brinquedos adequados para idade, recurso audiovisual com data show, computador, sistema de prontuário eletrônico para atualização dos dados da criança. Banheiro completo com trocador .

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Para se implantar uma sala completa e mais equipe especializada com a quantidade de horas necessárias, o recurso a ser utilizado é de em média 50 mil reais. Pensando em custo benefício, é um projeto com um custo baixo, pelo que proporciona com relação a saúde e desenvolvimento infantil.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Hospital Santa Casa Misericórdia de LimeiraEncaminhamentos dos bebês prematuros ou com deficiência pela UTI Neonatal
Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Premio 2012Baixar
Premio 2012Baixar
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

"Me chamo Isabelle, tenho uma filha chamada Maria Clara, que nasceu com algumas dificuldades e foi encaminhada, pela médica da neonatal, para ARIL. Fomos chamadas para participar do PAEB e confesso que fiquei meio desacreditada e receosa em participar de um grupo com 10 crianças tendo palestras de 3ª e 5ª por um 1 mês e com o pensamento do que poderíamos aprender nesse um mês.Chegou o dia da primeira palestra e fiquei surpresa com o aprendizado e a dedicação das profissionais que nos auxiliavam. O aprendizado e o carinho foi tão grande que eu gostaria que não tivesse acabado. Essa é uma experiência incrível e muito proveitosa que toda mulher grávida deveria ter... Como se fizesse parte do pré-natal. "