Auxílio na geração de renda de agricultores rurais dos Assentamentos Agrarios.

certificada 2013

Instituição
FLORA TIETÊ ASSOCIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO FLORESTAL
Endereço
Av. Presidente Getúlio Vargas, nº 151-A - Parque Industrial - Penápolis/SP
E-mail
floratiete@floratiete.org.br
Telefone
(18) 3652-2623
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Fernando Alberto Buzetto(18) 3652-2623fernando@floratiete.org.br
José Borges Campos Neto(18) 3652-2623borges@floratiete.org.brwww.facebook.com/floratiete; twiter.com/floratiete
Resumo da Tecnologia

A FLORA TIETÊ, pelo programa de Reposição Florestal do Estado de São Paulo, tem trabalhado em conjunto com produtores rurais assentados, fornecendo a possibilidade de geração maior de renda de seus lotes, através de reflorestamentos com mudas de espécies de Eucalyptus para diversos fins.*{ods8},{ods13}*

Tema Principal

Renda

Tema Secundário

Meio ambiente

Problema Solucionado

Através da parceria da FLORA TIETÊ com o ITESP (Instituto de Terras do Estado de São Paulo) e os assentados rurais, estes, há mais de 15 anos conseguiram elevar sua renda familiar através de reflorestamentos com mudas de Eucalyptus doadas pela FLORA TIETÊ para plantio em seus lotes, a FLORA TIETÊ também fornece o projeto de reflorestamento e toda a assistência técnica necessária para o ótimo desenvolvimento da floresta. Com essa nova renda, o agricultor desses Assentamentos atendidos, puderam se fixar em suas terras, não ocorrendo o que aconteceu em muitos Assentamentos mal sucedidos, como a venda dos lotes, a desistência por falta de recursos, dentre outros fatores de risco aos assentados. Outro problema solucionado com o plantio de mudas do gênero Eucalyptus nas regiões atendidas por esse programa, está relacionado diretamente com o Meio Ambiente, pois quando se corta uma árvore de reflorestamento com espécies exóticas, deixa-se de utilizar a madeira de espécies nativas, preservando essas áreas da exploração criminosa, como ainda ocorre em muitos outros locais.

Objetivo Geral

Fornecer renda aos pequenos proprietários de lotes dos Assentamentos Rurais, através de projetos de reflorestamento com mudas do gênero Eucalyptus, e evitar o corte de árvores nativas pelo fornecimento, ao mercado do ramo florestal (carvoarias, olarias, cerâmcias,etc.) de madeira destes projetos

Objetivo Específico

Desde 1996, a FLORA TIETÊ tem atuado juntamente com os produtores rurais dos Assentamentos Agrários, dos municípios de Promissão, Castilho, Guarantã e Andradina-SP, auxiliando na renda pelo plantio de mudas de Eucalyptos, que podem, dentre outros, obter renda pela: - venda de madeira para lenha, carvão, confecção de moirões e postes; - criação de apiário para produção de mel de eucalyptus, própolis, cera, etc.; - produção de óleo essencial de Eucalyptus para produção de desinfetantes, balas, remédios, perfumes, etc. Outro objetivo almejado é a redução do desmatamento de áreas florestais nativas da região noroeste do Estado de São Paulo, pela oferta de madeira de projetos de reflorestamento com o Eucalyptus, que por ser uma espécie exótica, é tratado como uma cultura agrícola no Brasil. Com o plantio de maçiços florestais, outro objetivo tem relação com o sequentro de carbono, pois como o Eucalyptus é uma espécie de crescimento rápido, ele consome muito CO², reduzindo-o da atmosfera

Solução Adotada

Desde 1996, a FLORA TIETÊ fornece aos assentados rurais a possibilidade de gerar maiores rendas pelo plantio de mudas de esspécies de Eucalyptus em seus lotes doados pela Reforma Agrária através do ITESP, eles recebem gratuitamente as mudas, o projeto técnico e a assistência por um período não inferior a 5 anos. Esse projeto é possível pela parceria entre a FLORA TIETÊ e o Governo Estadual através da Secretaria do Meio Ambiente, onde todo consumidor de madeira (padarias, olarias, serrarias, carvoarias, frigoríficos, etc.) precisa pagar uma taxa, denominada de Reposição Florestal Obrigatória do Estado de São Paulo, e esta taxa (ao valor de R$ 0,88/para cada árvore de Eucalyptus consumida) é revertida para a FLORA TIETÊ, onde com esse recurso pode realizar esse projeto com os produtores rurais. A FLORA TIETÊ foi a primeira ONG criada com esta finalidade, e depois dela foram criadas mais 20 instituições que também receberam essa taxa para executar esse tipo de serviço ambiental no esatado de São Paulo, a FLORA Tietê serviu de molde também para a criação de outras FLORAS em outros Estados e também na Nicarágua, como um projeto inovador de renda. Através do ITESP, foram feitas reuniões com os assentados, e através de palestras e reuniões se mostrou a importância tanto na geração de renda para as famílias destes assentados, quanto para a preservação ambiental de suas propriedades, que não precisariam mais cortar árvores nativas para uso de lenha e madeira em seus lotes e para as aves e animais que mantiveram suas matas nativas como habitat. Toda a população destes municípios também ganharam em qualdiade de vida, pois preservando-se as matas nativas, preserva-se também os rios e córregos e a qualidade do ar que respiramos.

Resultado Alcançado

A FLORA TIETÊ já forneceu, nesses mais de 15 anos, mudas para os Assentados da Reforma Agrária conforme descrito abaixo: - Assentamento Reunidas (Promissão-SP): 1,8 milhões de mudas doadas para projetos para mais de 300 assentados; - Assentamentos São Joaquim; Terra Livre; Celso Furtado; Esperança de Luz e; Pendengo (Castilho-SP): mais de 250.000 mudas doadas para mais de 70 famílias de assentados; - Assentamento Antônio Conselheiro (Guarantã-SP): mais de 100 mil mudas doadas para mais de 30 famílias assentadas e; - Assentamento Timboré (Andradina-SP): mais de 80.000 mudas doadas para 26 famílias de assentados da Reforma Agrária. Com o plantio destas 2,23 milhões de mudas de eucalyptus, onde muitas destas já gerarm renda aos produtores rurais, calcula-se que mais de 1,0 milhão de árvores nativas foram preservadas do corte, além disso estima-se que tenha sido sequestrado da atmosfera mais de 1,0 milhão de toneladas de CO² pelos plantios de Eucalyptus nos Assentamentos Rurais atendidos, pois como se sabe, como o ciclo do eucalipto, no Brasil, é um dos mais curtos (cinco a sete anos) e produtivos do mundo, as florestas plantadas para esse fim, são altamente eficientes na captura de carbono.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Promissão / São PauloAssentamento Agrário Reunidas06/1996
Castilho / São PauloAssentamento Agrário São Joaquim06/2001
Castilho / São PauloAssentamento Agrário Terra Livre06/2001
Castilho / São PauloAssentamento Agrário Celso Furtado06/2001
Castilho / São PauloAssentamento Agrário Esperança de Luz06/2001
Castilho / São PauloAssentamento Agrário Pendengo06/2001
Guarantã / São PauloAssentamento Agrário Antonio Conselheiro06/1997
Andradina / São PauloAssentamento Agrário Timboré06/1997
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Assentados rurais
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Engenheiro Florestal1
Técnico Agrícola2
Eletricista1
Encanador1
Pedreiro2
Serviços gerais6
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Para implementar uma unidade produtora de mudas de Eucalyptus (Viveiro Florestal) é necessária a aquisição de: 1- Terreno para construção do viveiro (aprox. 10.000 m²); 2 - Construção do sistema de escoamento d'água do terreno e da infraestrutura de irrigação das mudas; 3 - Aquisição das bancadas que suportam as bandejas das mudas; 4 - Aquisição das bandejas plásticas que suportam os tubetes; 5 - Aquisição dos tubetes onde são produzidas as mudas; 6 - Aquisição de maquinário para preenchimento dos tubetes (Mesa vibratória, compactador de substrato, misturador de substrato); 7 - Construção de estufas agrícolas para proteção inicial das mudas a serem produzidas; 8 - Perfuração de poço artesiano, construção de reservatório d'água e aquisição de motobomba e sistema de irrigação computadorizada para levar a água do reservatório até as mudas; 9 - Barração para armazenamento de materiais (01), barracão para semeio (01) e escritório (01).

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Para implantação de um viveiro de mudas florestais do gênero Eucalyptus, com capacidade de produção de 1,0 milhão de mudas/ano será necessário o aporte financeiro de aaproximadamente R$ 500.000,00 (Quinhentos mil reais).

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
ITESP - Instituto de Terras do Estado de São PauloÓrgão responsável pelo planejamento e execução das políticas agrária e fundiária do Estado de São Paulo, assim como o reconhecimento das Comunidades de Quilombos.
Impacto Ambiental

Dentre os impactos ambientais mais relevantes alcançados podem ser observados: - Redução do corte de árvores nativas pelo uso de espécies comerciais plantadas para essa finalidade; - Redução dos assoriamentos de rios e nascentes nas regiões onde estes projetos foram implantados; - Sequestro de mais de 1,0 milhão de toneladas de CO² da atmosfera; - Melhoria da qualdiade do ar nos arredores dos Assentamentos atendidos.

Forma de Acompanhamento

A FLORA TIETÊ possui uma equipe técnica formada por Técnicos Agrícolas e Engenheiro Florestal que orienta os agricultores rurais desde o preparo do solo e plantio das mudas até a condução do reflorestamento. São realizadas visitas técnicas nestas áreas, sendo uma visita anterior ao preparo de solo, a fim de identificar as melhores áreas para o reflorestamento e medição do local, uma visita logo após o plantio das mudas e também a assistência técnica durante todo o período do projeto (5 anos)

Forma de Transferência

A transferência se dá desde o início da parceria pela entrega ao produtor rural de um projeto detalhado de como implantar e cuidar de seu reflorestamento, e também pelas visitas técnicas realizadas nas propriedades rurais dos assentados atendidos pelo programa de Reposição Florestal, onde a equipe de técnicos da Flora Tietê orientam estes a conduzirem adequadamente suas mudas, combaterem possíveis pragas, realizarem as adubações de cobertura, no controle de insetos e doenças, dentre outros fatores que possam otimizar o desenvolvimento das mudas, elevando assim a geração de renda destes assentados.

Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

Desde o ano de 1996 a FLORA TIETÊ tem realizado parcerias com os agricultores atendidos pela Reforma Agrária do Estado de São Paulo, através do Instituto de Terras (ITESP) para plantios comerciais com espécies do gênero Eucalyptus, já foram atendidos nestes 17 anos mais de 400 assentados, com a distribuição, através do Programa de Reposição Florestal Obrigatória do Estado de São Paulo, de mais de dois milhões de mudas de eucalipto, cujas muitas destas mudas já se transformaram em árvores e principalmente em renda para esses Assentados da Reforma Agrária. Todos os Assentados atendidos continuam de posse de suas terras, o que demonstra o sucesso desse plano de ação e muitas áreas com matas nativas deixaram também de ser cortadas pela oferta de madeira de reflorestamento nessas regiões.