Barragem subterrânea transformando vidas no Médio Sertão de Alagoas

certificada 2013

Instituição
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Solos UEP Recife
Endereço
Rua Antônio Falcão, 402 - Boa Viagem - Recife/PE
E-mail
sonia.lopes@embrapa.br
Telefone
(81) 3325-5988
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Maria Sonia Lopes da silva(81) 3325-5988sonia.lopes@embrapa.br
Resumo da Tecnologia

A barragem subterrânea é uma tecnologia de captação e armazenamento da água da chuva que está promovendo o redesenho de agroecossistemas no Médio Sertão do Estado de Alagoas por meio da valoração de metodologias que utilizam o saber popular em diálogo com o conhecimento científico.*{ods2},{ods3},{ods6}*

Tema Principal

Recursos Hídricos

Tema Secundário

Alimentação

Problema Solucionado

Água representa o grande desafio para quem vive no Semiárido, sobretudo para aqueles que produzem alimentos para consumo de suas famílias e de seus animais. A barragem subterrânea é uma destas tecnologias de captação de água de chuva que tem contribuído com o melhor convívio das famílias sertanejas com a adversidade do clima do Semiárido. No Médio Sertão de Alagoas, em São José da Tapera, Seu Dedé (Edésio Alves), mudou a sua vida e de sua família a partir da implantação e implementação de sua barragem subterrânea. Antes da barragem subterrânea vivia endividado com bancos e os filhos trabalhando em São Paulo. A fonte de água mais próxima ficava a 3 km da sua casa. Depois da barragem a família de Seu Dedé está toda reunida novamente, seus filhos voltaram de São Paulo. Tem água de boa qualidade para ele e para seus vizinhos por meio de dois poços instalados na área de captação da barragem. Atravessou essa seca produzindo coentro para vender no supermercado local e na feirinha agroecológica. Atuando com Seu Dedé, os técnicos da ONG Cactus, construindo coletivamente o processo de organização social, desenvolvimento e implementação da produção agroecológica de hortaliças.

Objetivo Geral

Promover o uso eficiente e a manutenção da quantidade e qualidade da água captada pela chuva em ambiente de barragem subterrânea no Semiárido brasileiro, visando aumentar o acesso regular e permanente da oferta de água para a produção de alimentos e consumo de pequenos animais.

Objetivo Específico

1. Fomentar alternativas econômicas, sociais e ambientais de manejo ecológico de barragens subterrâneas que contribuam com o aumento ao acesso e usos da água em agroecossistemas de agricultura familiar. 2. Contribuir com o processo de aprendizagem, de construção coletiva do conhecimento na locação, construção e no manejo de barragens subterrâneas, de forma que os territórios rurais do Semiárido alagoano venham alcançar o desenvolvimento sustentável 3. Formar/reciclar Agentes de Desenvolvimento Local Sustentável (ADLS)/Agente de transformação/Animador na construção e manejo de barragens subterrâneas.

Solução Adotada

A barragem subterrânea (Anexo1) consiste em barrar o fluxo de água superficial e subterrâneo através de uma parede/septo impermeável (plástico de 200 micra) construída dentro do solo, transversalmente à direção das águas. Esse barramento armazena água com perdas mínimas de umidade, mantendo o solo úmido por um período maior de tempo, a depender das chuvas ocorridas, três a seis meses após o período chuvoso. A barragem subterrânea reduz os riscos da exploração agrícola, viabilizando a agricultura em pequenas e médias propriedades rurais, onde a água proveniente da chuva se infiltra lentamente, criando e/ou elevando o lençol freático, que será utilizado posteriormente pelas plantas. A reaplicação da barragem subterrânea foi desenvolvida na interação com a comunidade beneficiária. As áreas onde foram feitas as reaplicações são áreas de agricultura familiar, selecionadas em pequenas propriedades rurais e/ou áreas comunitárias, associações e assentamentos rurais. As famílias participantes foram selecionadas segundo potenciais de aptidão de suas áreas, identificados quando do estudo edafoambiental (caracterização do ambiente, do solo, da água e do clima) nas comunidades. A reaplicação desta tecnologia teve por objetivo ampliar o acesso das comunidades do Semiárido a oportunidades dignas de trabalho e geração de renda. A construção foi efetuada, em parceria com os agricultores. A escolha das propriedades rurais, comunidades e/ou assentamentos obedeceu aos os critérios: 1. atender aos parâmetros técnicos de construção da tecnologia; 2. possuir certo nível de organização; 3. demandar ações de assistência técnica; e 4. praticar sistemas de produção dentro dos princípios da agroecologia. Todas as propriedades, comunidades e/ou assentamentos visitadas foram georeferenciadas e as informações foram armazenadas para compor banco de dados/sistema de informação e confecção de mapas de localização da propriedade. Paralelo à seleção das comunidades, foram ministradas capacitações/sensibilizações dos agricultores e técnicos em serviço, com formação de multiplicadores, objetivando torná-los aptos para construção, manejo e manutenção da tecnologia. Essa sensibilização dos agricultores foi realizada através de oficinas de construção do conhecimento, dias de campo e cursos.

Resultado Alcançado

Os resultados obtidos com a tecnologia contribuíram para a sustentabilidade dos agroecossistemas do Semiárido por proporcionar a segurança alimentar e nutricional das famílias, além de propiciar interação dos grupos de agricultores com técnicos de diferentes especialidades e instituições. Houve geração de instrumentos de irradiação da reaplicação das barragens subterrâneas em âmbito local e comunitário e a formação de agentes multiplicadores/animadores, demonstrando na prática o potencial do emprego do enfoque sistêmico na articulação de técnicos com agricultores no processo de extensão e disponibilização da tecnologia. As metodologias utilizadas com a barragem subterrânea possui potencial de replicabilidade por fomentar ações que estão promovendo o aumento ao acesso e usos da água em agroecossistemas de base familiar, nos territórios rurais do Semiárido alagoano, por meio da implantação de barragens subterrâneas, avaliação socioeconômica e ambiental dos agroecossistemas, bem como pelo desenvolvimento de ações práticas e educativas com vistas à convivência com a realidade semiárida, gerando solidariedade e cidadania na agricultura familiar da região. Segue link sobre a tecnologia e seus resultados: http://www.youtube.com/watch?v=fhQQhPf55-A

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Buíque / Pernambuco05/2012
Petrolina / Pernambuco05/2007
Santana do Ipanema / Alagoas06/2007
Caetés / Pernambuco06/2012
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Agricultores
Agricultores Familiares
Alunos do ensino básico
Alunos do ensino médio
Alunos do ensino superior
Assentados rurais
Criadores bovinos
Gestores Públicos
Lideranças Comunitárias
Mulheres
Organização não Governamental
Povos Tradicionais
Produtores rurais - Pequenos
Professores do Ensino Médio
Professores do Ensino Superior
Quilombolas
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Engenheiro Agronomo1
Técnico nível médio2
Pedreiro1
Servente2
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Os principais materiais são: cimento, plástico, eletrobomba, tijolo, vergalhão, brita, areia grossa, caixa d'água, mangueira, disjuntor, fita iisolante, pedreiro, servente, restroescavadeira, enchedeira, diárias alimentação, combustível, cabo de aço, cabo de cobre, placa de identificação, entre outras.

Valor estimado para a implementação da tecnologia

R$ 9.500,00

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Centro de Apoio Comunitário de Tapera em União a Senador -
Visão Mundial Alagoas -
Embrapa Tabuleiros Costeiros - UEP Rio Largo -
Movimento Minha Terra Alagoas -
Embrapa Semiárido -
Impacto Ambiental

As propriedades envolvidas caminham em direção a um agroecossistema mais sustentável, superando as limitações sociais, econômicas e ambientais da região semiárida brasileira, colocando a barragem subterrânea como uma tecnologia com potencial para aperfeiçoar e equilibrar o processo produtivo, promovendo uma maior estabilidade e resiliência do agroecossistema familiar do Semiárido, e se constituindo em mais uma opção para se atingir a sustentabilidade nessas áreas.

Forma de Acompanhamento

Por meio de visitas técnicas, oficinas, dias de campo.

Forma de Transferência

Foi editado um folder, um vídeo, publicações na Série Embrapa, em Periódico Indexado e em Anais de Eventos, palestras, oficinas e dias de campo. Está em fase de finalização a edição de um livro sobre barragem subterrânea mostrando a experiência com barragem subterrânea.

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Palma em barragemBaixar
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

O que se busca com a técnica da barragem subterrânea não é o alcance do potencial genético ou econômico das culturas, mas a melhoria das condições de vida no meio rural, possibilitando tanto o cultivo de espécies para alimentação de pequenos animais, como principalmente para consumo das famílias agricultoras e a comercialização de excedentes em feiras livres de sua região. A grande potencialidade da barragem é contribuir com a segurança alimentar e nutricional das familias do Semiárido brasileiro.