Caminhos da Reciclagem

certificada 2013

Instituição
Associação Aliança Empreendedora
Endereço
Av. João Gualberto, 675 - Alto da Glória - Curitiba/PR
E-mail
caroline@aliancaempreendedora.org.br
Telefone
(41) 3013-2409
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Caroline Maria Appel(41) 3013-2409caroline@aliancaempreendedora.org.br
Resumo da Tecnologia

A Caminhos da Reciclagem é uma metodologia para fortalecimento de organizações de catadores, por meio da melhoria de seus processos de produção, gestão e comercialização. Já foi aplicada em 6 estados brasileiros.*{ods4},{ods8}*

Tema Principal

Renda

Tema Secundário

Educação

Problema Solucionado

O crescimento populacional do Brasil nos últimos 50 anos não foi acompanhado pela provisão de novas infraestruturas e de serviços urbanos, como o sistema de gestão de coleta e manejo de resíduos sólidos. Para solucionar este problema, surge a atividade de catação e reciclagem e também os catadores de materiais recicláveis, pessoas que vivem em condições precárias, à margem da sociedade, mas que contribuem com a coleta e destinação final daquilo que é descartado pela sociedade. Neste cenário, surgem as organizações de catadores. O planejamento, o arranjo de trabalho e as tomadas de decisões e deliberações se dão de forma coletiva, o que requer autonomia e conhecimento para decidir os rumos da organização. Esta necessidade de desenvolvimento das organizações de catadores como empreendimentos coletivos, motivou a Aliança Empreendedora a elaborar uma metodologia que trabalhasse o processo de Gestão, Produção e Comercialização junto aos catadores. Esta metodologia cria nas organizações e em seus associados/cooperados os princípios de autonomia e independência, pautadas no aprendizado do dia a dia e em temas relacionado aos problemas diários enfrentados nestas organizações.

Objetivo Geral

Fortalecer organizações de catadores por meio da melhoria de seus processos de produção, gestão e comercialização, visando sua sustentabilidade e autogestão e promovendo o empoderamento e a inclusão econômica e social do catador.

Objetivo Específico

- Fortalecer as associações e cooperativas, de forma favorável às condições no mercado da reciclagem. - Melhorar as condições de trabalho do catador. - Aumentar a renda do catador. - Diminuir a exploração dos intermediários, aparistas e sucateiros. - Multiplicar a importância do trabalho do catador, categoria profissional já reconhecida.

Solução Adotada

Para atender às necessidades de conhecimento dos catadores, a Aliança Empreendedora desenvolveu uma metodologia de ensino de empreendedorismo e gestão, adaptada para este público. A metodologia foi desenvolvida a partir de 2011 e está baseada no modelo andragógico, respeitando o processo de ensino-aprendizagem dos adultos, e na abordagem humanista de Carl Rogers (abordagem centrada na pessoa), acreditando no potencial empreendedor de cada um e colocando o catador como centro do processo de mudança. A primeira etapa da metodologia é a aplicação de um diagnóstico, que traz uma “foto” do momento da organização de catadores, classificando-a nos níveis “básico”, “intermediário 1”, “intermediário 2” ou “avançado”, em três aspectos fundamentais: gestão, produção e parcerias/comercialização. O resultado deste diagnóstico irá indicar quais os aspectos que são prioritários para serem trabalhados com a organização diagnosticada, e consequentemente, quais os módulos que compõe os programas da metodologia que precisam ser aplicados para que a organização se desenvolva. Após a realização de um encontro inicial com os catadores, chamado de Marco Zero, é aplicada a “Oficina do Futuro”, um encontro para elaboração do planejamento estratégico da organização para os próximos 6 meses. A partir de então, são aplicados o Programa Catalíder e o Programa Dia do Catador: - Programa Catalíder (qualificação e assessoria para a Diretoria e Conselho Fiscal): tem como objetivo qualificar e assessorar a diretoria, o conselho fiscal e demais interessados das organizações de catadores para que se sintam aptos a melhorar seus processos de produção, comercialização e, sobretudo, de gestão, adquirindo os conhecimentos necessários para a sustentabilidade e a gestão eficiente de seu negócio. Ele é composto por assessorias e capacitações, os quais devem ser aplicados de acordo com as necessidades de cada organização. As capacitações disponíveis para aplicação são: Cooperativismo e Associativismo, É Hora de Formalizar, Organizando a Nossa Secretaria, No Controle do Nosso Negócio e É Hora de Prestar Contas. - Programa Dia do Catador (qualificação para todos os catadores): tem como objetivo qualificar os catadores para que promovam a melhoria da produtividade, dos processos de gestão, aumento dos canais de venda e ampliação da rede de parceiros da organização, resultando no aumento da renda, na inclusão social e na valorização do catador como profissional da reciclagem. Ele é composto por módulos, os quais devem ser aplicados de acordo com as necessidades de cada organização. São eles: Conhecendo e Apresentando Nossa Organização, Parcerias: Uma Grande Oportunidade, Meu Negócio é Vender, Conhecendo Seu Material – O Metal, Conhecendo Seu Material – O Papel, Conhecendo Seu Material – O Plástico, Conhecendo Seu Material – O Vidro, Decidindo Juntos e Entendendo Sobre INSS.

Resultado Alcançado

Desde 2011, a Aliança Empreendedora já apoiou com a metodologia Caminhos da Reciclagem cerca de 500 catadores de 14 diferentes organizações nos estados do Paraná, São Paulo e Pernambuco (onde possui escritórios próprios) e no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais (por meio de organizações locais que replicam a metodologia). Estes catadores tiveram um aumento médio de renda de cerca de 21%, em pouco mais de um ano de apoio. Todas as ações desenvolvidas geram impacto positivo nas associações apoiadas e também nas comunidades de uma forma geral, em maior ou menor grau. No entanto, dentre as ações que se destacam pelo seu impacto, podemos citar: - Os empreendimentos fortalecidos pelo apoio representam uma nova possibilidade para a geração de renda dentro das comunidades nas quais estão inseridos. - O aumento na renda dos catadores traz aumento no seu poder de consumo. Boa parte desse recurso é investido na melhoria de vida das suas famílias, e muitas vezes o gasto é realizado na própria comunidade, trazendo impacto para todos.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Recife / Pernambuco01/2011
Pindamonhangaba / São Paulo01/2011
São Paulo / São Paulo01/2011
Divinópolis / Minas Gerais01/2011
Barão de Cocais / Minas Gerais01/2011
Rio de Janeiro / Rio de Janeiro01/2011
Araucária / Paraná01/2011
Charqueadas / Rio Grande do Sul01/2011
Esteio / Rio Grande do Sul01/2011
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Catadores de material reciclável
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Assessor de associações de catadores (pessoa que replicará a metodologia junto aos catadores)2
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Para o treinamento de assessores, a organização precisa dispor de uma sala com cadeiras, de acordo com o número de participantes e de forma que todos fiquem confortáveis e haja espaço suficiente para a realização de atividades e vivências. Também precisa dispor de um Datashow. O restante dos materiais fica a cargo da Aliança Empreendedora. Para a aplicação da metodologia Caminhos da reciclagem, a organização precisa dispor dos guias para cada programa/capacitação que será aplicada e também de materiais didáticos (cola, tesoura, revistas, flipchart, canetas hidrocor, lápis de cor, giz de cera, etc.). Algumas das capacitações também necessitam de laptop e datashow, para passar vídeos e apresentações aos catadores. No entanto, os vídeos ou apresentações podem ser substituídos por outras estratégias (tarjetas, vivências, etc.), sugeridas sempre nos Guias do Orientador.

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Treinamento de assessores (40h) + Visitas de acompanhamento quadrimestrais por 1 ano (8h) – Total R$ 34.500,00. Não incluso transporte, alimentação, hospedagem e materiais didáticos. Para a aplicação da metodologia, é necessário que a organização disponibilize ao menos um profissional e arque com as despesas de materiais didáticos e transporte do assessor até os empreendimentos.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
APRECIA – Associação Preparatória de Cidadãos do Amanhã / MGImplantação da tecnologia social nas organizações de catadores
AVESOL – Associação do Voluntariado e da Solidariedade / RSImplantação da tecnologia social nas organizações de catadores
CAMP / RSImplantação da tecnologia social nas organizações de catadores
GUARDIÕES DO MAR / RJImplantação da tecnologia social nas organizações de catadores
GerdauFinanciamento para construção da metodologia
GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit)Financiamento para construção da metodologia
Impacto Ambiental

Por se tratar de uma metodologia voltada para catadores (agentes ambientais que promovem a reciclagem), a Caminhos da Reciclagem apresenta um impacto ambiental positivo, uma vez que possibilita a melhoria de organizações de catadores, ampliando assim sua capacidade de coleta e separação do material reciclável que, do contrário, seria destinado a lixões. Vale também destacar que a implementação da metodologia não gera impactos ambientais negativos.

Forma de Acompanhamento

É realizado de duas maneiras: - À distância (via e-mail, skype e telefone): “atendimento tira-dúvidas” mediante agendamento prévio; envio mensal dos indicadores dos empreendimentos apoiados (responsabilidade da organização aliada) e análise destes indicadores por parte da Aliança Empreendedora; - Presencial: visitas aos empreendimentos apoiados e reuniões de acompanhamento com os replicadores.

Forma de Transferência

Todos os materiais da metodologia Caminhos da Reciclagem (programas, capacitações, etc.) possuem Guia do Orientador, que descreve o passo-a-passo de aplicação. Para garantir a qualidade da aplicação da metodologia, a Aliança Empreendedora também oferece um treinamento de assessores, com carga horária de 40 horas (uma semana), para capacitar os assessores da organização. Neste treinamento, são abordados o passo-a-passo da metodologia, sua base filosófica e científica, técnicas de facilitação etc. Podem participar do treinamento até 20 pessoas, Além disso, após completar 150 horas de aplicação da metodologia, o replicador da organização pode vir a se tornar um multiplicador, estando apto a capacitar outros replicadores.

Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
Guia de aplicação das capacitações que integram o Programa Dia do CatadorBaixar
Guia de aplicação das capacitações que integram o Programa CatalíderBaixar
Guia de aplicação da Oficina do Futuro (planejamento estratégico)Baixar
Apostila entregue aos participantes durante a Oficina do Futuro (planejamento estratégico)Baixar