Habitação de Interesse Social com materiais renováveis reaproveitáveis

certificada 2003

Instituição
Coordenação dos Programas de Pós-Graduação de Engenharia (COPPE/UFRJ)
Endereço
Programa de Engenharia Civil – Bloco B – Sala 101 - Centro de Tecnologia Caixa Postal 68501 - Cidade Universitária/Ilha do Fundão - Rio de Janeiro/RJ
E-mail
maria.alice@coc.ufrj.br
Telefone
(21) 2562-7779
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Francisco José Casanova de Oliveira e Castro(21) 2562-7779casanova@coc.ufrj.brcasanova.prof@gmail.com
Resumo da Tecnologia

Desenvolvimento da OLARIA A FRIO (sem queima) para fabricação (fixa ou móvel) de elementos construtivos intertravados, estruturais e de vedação, conformados por prensagem a frio. Uso de materiais indígenas (locais): solo, fibras, bambu, e resíduos minerários, industriais e agrícolas.*{ods11}*

Tema Principal

Habitação

Problema Solucionado

Habitações miseráveis e insalubres em favelas do Rio de Janeiro substituídas por casas de alvenaria estrutural de solo-cimento (com a possível adição de resíduos industriais e/ou minerários inertes), construídas com a participação, em todas as etapas da construção, da comunidade beneficiada.

Objetivo Geral

Construção de moradias de interesse social de baixo custo através do ensino e da capacitação técnica da população envolvida, com a participação dos beneficiados organizados em cooperativa popular.

Objetivo Específico

O uso da alvenaria de solo-cimento (+resíduos encontrados na localidade). A população beneficiada é capacitada para fabricar os tijolos, bem como para participar da construção. Os tijolos são fabricados pelos participantes, no local da obra.

Solução Adotada

O uso da alvenaria de solo-cimento e resíduos encontrados na localidade. A população beneficiada é capacitada para fabricar os tijolos, bem como para participar da construção. Os tijolos são fabricados pelos participantes, no local da obra.

Resultado Alcançado

Há empreendimentos no Brasil e também no exterior. O mais amplo é em Rondônia (2.000 unidades), mas os mais representativos estão no RJ (município do RJ, Duque de Caxias, Macaé).

Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Famílias de baixa renda
Agricultores Familiares
Catadores de material reciclável
População em geral
Quantidade: 0
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Pessoas capacitadas para a fabricação de tijolos15
Construção das unidades habitacionais10
Participantes alocados em tarefas logísticas e administrativas5
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Prensa hidráulica ou prensas manuais e periféricos (peneira rotativa, misturador e triturador)

Valor estimado para a implementação da tecnologia

De R$ (50.000,00 a 150.000,00) dependendo do nível de automação do equipamento.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
LAR Fabiano de Cristo -
BNDES -
Impacto Ambiental

Eliminação do uso do concreto; diminuição da emissão de CO2 em 90%; como a tecnologia elimina o processo de queima para fabricar os tijolos, elimina o desflorestamento (1 milheiro = 3,5 m3 = 10 ton de árvores); diminuição drástica da energia embutida na construção.

Forma de Acompanhamento

Obediência ao cronograma estabelecido; reuniões semanais ou quinzenais com as várias equipes responsáveis por todas as partes do projeto.

Forma de Transferência

Difusão e transferência através de cartilha e apostila técnica, bem como site na internet e eventos ligados à universidade.