Programa Cor Arrastão – Eixo Habitação Social

certificada 2011

Instituição
Arrastão Movimento de Promoção Humana
Endereço
Rua Dr. Joviano Pacheco de Aguirre, 255 - Jardim Bom Refúgio – Campo Limpo - São Paulo/SP
E-mail
arrastao@arrastao.org.br
Telefone
(11) 5841-3366
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Vanilza dos Santos(11) 5841-3366arrastao@arrastao.org.brhttp://twitter.com/#!/projetoarrastao http://www.facebook.com/people/Projeto-Arrast%C3%A3o#!/profile.php?id=100000919400922 www.flickr.com/photos/projetoarrastao
Resumo da Tecnologia

O Programa Cor Arrastão articula quatro eixos (habitação social, desenvolvimento social, empreendedorismo e qualidade de vida dos moradores) através de ações de revitalização de fachadas, melhoria física, arte e cultura, meio ambiente, cidadania, eventos de economia local e negócios comunitários*{ods11}*

Tema Principal

Habitação

Problema Solucionado

Após a invasão de um terreno em Taboão da Serra por um grupo de famílias que passou a residir no local, verificou-se a existência de uma estrutura de habitação precária e com pouca infraestrutura, agravada pelo aumento gradual do número de moradores no local nos últimos anos. Notou-se uma preocupação entre os habitantes deste local com a aparência das casas e sua baixa autoestima devido ao aspecto de favela que a região aparentava. Para combater este problema, um grupo de voluntários teve a iniciativa de, através de um mutirão, realizar um projeto de revitalização das fachadas das casas, promovendo a melhoria das condições habitacionais e resgatando a autoestima dos moradores da área, que se declaravam envergonhados perante tal situação.

Objetivo Geral

Desenvolver ações de promoção do desenvolvimento local em comunidades através dos eixos qualidade de vida, desenvolvimento social e cidadania, empreendedorismo e geração de renda e habitação social, articulando melhorias habitacionais físicas a revitalização de fachadas das moradias.

Objetivo Específico

- Promover e estimular as ações de melhorias habitacionais em áreas de ocupação, publica e privada, através de intervenções físicas, sociais e ambientais; - Buscar a melhoria da qualidade de vida e das habitações da população por meio de ações de urbanização, organização social e melhoria das condições habitacionais e ambientais; - Desenvolver um trabalho sustentável e em rede a fim de promover a inclusão social; - Realizar ações de mobilização social que estimulem a comunidade para o exercício pleno de sua cidadania.

Solução Adotada

O Programa Cor Arrastão é um conjunto de ações e projetos de promoção humana e comunitária no eixo da habitação social. Ele foi criado em 2001 por meio de um trabalho de formação e intervenção artística com moradores das regiões atendidas para a promoção da transformação social através de melhorias em suas casas e suas vidas. O Cor Arrastão promove o desenvolvimento local nos eixos econômico, social, cultural e ambiental por meio de melhorias físicas nas moradias e espaços públicos das comunidades. Também é prioridade desta ação a participação direta dos moradores, contribuindo para sua identificação com o local em que residem e a redução do fluxo de rotatividade nas moradias. Seu diferencial é o fortalecimento dos moradores na sua organização e articulação com órgãos públicos, comerciantes locais e movimentos sociais, facilitando a discussão das demandas locais e as ações de melhorias. O aspecto inovador do Cor Arrastão foi a utilização da arte como força mobilizadora da comunidade em torno de objetivos comuns. Os moradores participavam de reuniões de planejamento, com oficinas de cores e desenhos, mosaico, pintura e texturas, e depois realizavam mutirões para reboco e pintura das fachadas das casas. A arte como fator de transformação resgatou o sentimento de autoestima e de pertencimento coletivo. Foram atendidas as casas e entorno das moradias dos participantes dos mutirões, com o objetivo de expandir os benefícios para toda a comunidade. As ações aconteciam aos finais de semana, quando a comunidade podia se reunir e participar dos mutirões. A partir daí foi possível avançar para conquistas e impactos mais amplos, como o processo de organização dos moradores em comissão de representantes e conquistas de saneamento básico. Foram realizadas várias oficinas, visitas e encontros culturais junto à comunidade para a promoção da qualidade de vida, além da formação de assessoria à comissão de representantes dos moradores como forma de apoiar a autogestão e desenvolvimento das lideranças locais. Formou-se uma rede de profissionais de setores variados, que unem capacidades, conhecimentos e potenciais, o que possibilitou a melhoria de 300 casas da comunidade. Além disso, arquitetos parceiros da organização realizam vistorias técnicas e apontam as melhorias necessárias, descritas em plantas desenhadas para cada uma das casas vistoriadas. Outro diferencial conquistado recentemente é a concessão de um crédito às famílias para empreenderem as melhorias de suas moradias. Em contrapartida, parte do valor deve ser investido na comunidade, dando continuidade ao trabalho de reboco e pintura das fachadas.

Resultado Alcançado

Resultados quantitativos: - 5.024 pessoas indiretamente beneficiadas; - 1.256 pessoas beneficiadas diretamente; - 201 visitas familiares; - 60 reuniões de moradores; - 44 plantões sociais; - 210 casas rebocadas e/ou pintadas nas comunidades; - Oito espaços públicos reformados e/ou beneficiados com intervenções físico e artísticas; - 90 casas beneficiadas com reformas internas; - 1000 famílias atendidas, em diferentes graus de benefícios, no Jd. Vale das Flores, Taboão da Serra; - 60 famílias atendidas – em implementação no Jd. Valquíria, São Paulo; - 800 famílias atendidas diretamente (um membro, pelo menos) pelo Projeto Arrastão; - 12 visitas culturais em museus, espaços de cultura e eventos culturais com os moradores; - 14 assembleias de moradores – organização; - Seis feiras de arte, artesanato & negócios na comunidade; - Cinco filmes infantis e documentários exibidos na comunidade; - 860 famílias com participação no processo de regularização fundiária. Resultados qualitativos: - Apoio à criação de uma associação de moradores; - Apoio ao fortalecimento de uma ONG local e uma creche comunitária; - Realização de cinco saraus artísticos na comunidade; - Criação de biblioteca itinerante na comunidade; - Feira de Cidadania na comunidade; - 2008 – Menção Honrosa pelo IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil), que premiou o Projeto de Melhorias Habitacionais e Urbanas, por sua diferenciação em termos de efetiva participação social; - 2008 – Exposição do Cor Arrastão – Casa Arte e Design (CAD): Rumo A Sustentabilidade; - 2007 – Casa Arte e Design (CAD): A decoração voltará a ser uma arte - Exposição do Cor Arrastão – Casa das Rosas.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Taboão da Serra / São Paulo01/2000
São Paulo / São Paulo01/2000
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Famílias de baixa renda
Quantidade: 1.256
Profissionais necessários para implementação da tecnologia
ProfissionalQuantidade
Serviço Social: coordenador de formação1
Serviço Social: assistente social1
Serviço Social: estagiário1
Serviço Social: auxiliar social1
Sociólogo1
Arquiteto ou engenheiro1
Arte-educador ou oficineiro1
Pedreiro1
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Infraestrutura básica para o trabalho da equipe: - Espaços físicos: uma sala multiuso para realização de reuniões com a comunidade (atividades, aulas, palestras), uma sala de coordenação para acomodar a equipe do projeto, dois banheiros, uma área para guardar materiais de limpeza e higiene e uma pequena copa para servir água, café e lanches; - Mobiliários: mesas, cadeiras, computadores, impressoras, arquivos, armários e telefone fixo; - Para o programa de Habitação Social (que promove melhorias habitacionais e a revitalização das fachadas), são necessários os seguintes materiais: cimento, areia, cal, tinta, rolo, pincel, escada, entre outros; - Para as oficinas de arte e cultura: papel sulfite, canetinhas coloridas, lápis de cor, giz de cera, lápis, borracha, tinta guache e pinceis; - Para as oficinas de meio ambiente e cidadania: folhetos informativos, uma lousa para aulas, um data show, cadernos para anotações, canetas e cópias de textos (de acordo com as necessidades das oficinas).

Valor estimado para a implementação da tecnologia

- Pagamento de pessoal: total mensal R$ 14.279,84, total anual (12 meses) R$ 171.358,08; - Despesas com equipamento: total anual (12 meses) R$ 10.000,00; - Despesas com transportes: total anual (12 meses) R$ 7.500,00; - Material de reforma (tinta, cimento, areia, cal, outros): total anual (12 meses) R$ 40.000,00.

Impacto Ambiental

O Cor Arrastão não desenvolve seu trabalho em área de risco ou com falta de segurança, mas em áreas de ocupações públicas, que já estejam em processo de regularização fundiária. Dentro de todo este processo urbanístico são considerados os aspectos ambientais e geográficos das regiões beneficiadas.

Forma de Acompanhamento

No decorrer do trabalho realizamos registro fotográfico constando o antes e o depois das intervenções realizadas e, ao final do trabalho, colhemos depoimentos das famílias beneficiadas e aplicamos pesquisa qualitativa de impacto.

Forma de Transferência

Como estratégia para construir melhores soluções às demandas da habitação social, foi realizada uma pesquisa de campo, aplicada com o objetivo de mapear e conhecer a situação socioeconômica e escolaridade da população atendida. Este projeto beneficia 60 famílias em uma nova comunidade do Jardim Valquíria, São Paulo, com apoio da ONG local “Capão Cidadão”, que intermediou as ações junto aos moradores. A transferência se dá pela mobilização dos moradores e sua participação em reuniões, palestras, oficinas de arte e pintura e mutirões. Também foi produzido um vídeo, como registro das ações. A tecnologia social do Programa foi editada em 2010 no formato de cartilha, com o objetivo de facilitar sua multiplicação, tornando um importante instrumento de impacto e gestão local.

Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

“Agora que a fachada da minha casa foi pintada, eu tenho vontade de arrumar tudo por dentro. Se Deus quiser vou comprar um guarda-roupa e muitas coisas novas.” Teresa Pereira dos Santos, moradora do Jd. Vale das Flores “O Cor Arrastão para o bairro é de grande importância, porque as ruas ficaram mais alegres e com mais vida. Me faz um grande bem parar e ficar olhando.” Noemi, moradora do Jd. Vale das Flores Raphael Bonfim, do Clube da Reforma, conversou com os moradores beneficiados pelo Cor Arrastão para saber como as reformas mudam a vida das pessoas. Ele conversou com Iranildo Rocha, morador do Jardim Valquíria, zona Sul de São Paulo. Para ouvir o bate-papo entre os dois, basta acessar o site www.arrastao.org.br e clicar no link “notícias”, de 12/07/11- Mudança que traz felicidade