Programa de Atenção Materno Infantil de Itajaí - PAMII-

certificada 2017

Instituição
ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS
Endereço
Av. Joca Brandão n 537 - Centro - Itajaí/SC
E-mail
projetos.maikondias@gmail.com
Telefone
(47) 3348-8813
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Denise Silva(47) 9968-8811desi.apae@hotmail.com
Juliana Nicole Nahring(47) 9842-2215ju.apae@terra.com.br
Maikon Dias(47) 99709-2091projetos.maikondias@gmail.com
Resumo da Tecnologia

O Programa Materno Infantil de Itajaí (PAMII) é um sistema de intervenção precoce para prevenção de problemas de saúde, atrasos no desenvolvimento e deficiências em bebês e crianças de 0-4 anos.Funciona em um ônibus adaptado como sala de atendimento móvel que percorre todas as regiões do município, com uma equipe multidisciplinar de saúde que realiza 13 avaliações ao longo dos 4 primeiros anos de vida. Dessa forma, possibilita a famílias de baixa renda e pouco acesso à informação diagnosticar precocemente problemas, recebendo encaminhamento e orientação adequados para que essas intercorrências sejam tratadas à tempo de não gerarem sequelas significativas.*{ods3},{ods4}*

Tema Principal

Saúde

Tema Secundário

Educação

Problema Solucionado

Em termos de infância ainda vivemos no Brasil uma situação de calamidade social. A carência econômica, de informação e de atendimento especializado faz com que muitos bebês e crianças, sobretudo das classes socioeconômicas baixas, desenvolvam uma série de doenças e deficiências que poderiam ser plenamente evitadas caso recebessem os acompanhamentos e cuidados adequados desde o período da gestação. São exemplos dessa realidade os casos de subnutrição, atraso cognitivo e deficiências geradas pelo uso de medicamentos durante a gestação ou por ausência de estimulação adequada, falta de oxigênio no parto, alergia a substancias que poderiam ser evitadas com testagem sanguínea adequada, dentre muitos outros exemplos. Este contexto torna urgente a implementação de tecnologias sociais que possibilitem a avaliação e intervenção precoces, bem como, o acompanhamento contínuo de bebês e crianças, principalmente nos primeiros anos de vida, onde a grande maioria dos problemas de saúde e desenvolvimento surgem, podendo ser evitados por atendimentos especializados em saúde e educação. Na maioria das cidades, entretanto, faltam modelos para a realização deste trabalho de forma efetiva.

Objetivo Geral

Prevenir, minimizar e superar problemas de saúde, atrasos no desenvolvimento e deficiências em bebês e crianças de 0 a 4 anos.

Objetivo Específico

1- Avaliar e acompanhar de forma global desenvolvimento de bebês e crianças desde a gestação até os 04 anos de idade, identificando problemas de saúde, atrasos no desenvolvimento e deficiências. 2-Orientar e empoderar gestantes, pais e familiares para atuarem como promotores do desenvolvimento infantil e defensores dos direitos de seus filhos. 3- Realizar encaminhamentos para tratamentos especializados em saúde, educação e assistencial social, dentro ou fora da instituição, sempre que detectada a necessidade.

Descrição

O Programa Materno Infantil de Itajaí (PAMII) é um sistema de intervenção precoce para prevenção de problemas de saúde, atrasos no desenvolvimento e deficiências em bebês e crianças de 0-4 anos.Funciona em um ônibus adaptado com salas de atendimento móvel, que percorre todas as regiões do município, contando com uma equipe multidisciplinar de saúde que realiza 13 avaliações ao longo dos 4 primeiros anos de vida. Dessa forma, possibilita a famílias de baixa renda e/ou pouco acesso à informação, diagnosticar precocemente problemas, recebendo encaminhamento e orientação adequados para que essas intercorrências sejam tratadas à tempo de não gerem sequelas significativas. Seu escopo material, técnico e humano de atuação compreende: * Ônibus adaptado com duas salas de atendimento móvel, cujo mapa de adaptação está disponível para reaplicação. * Conjunto de Avaliação Global do Desenvolvimento composto por: anamnese inicial, protocolo de marcos do desenvolvimento infantil, sistema de segmentação de intercorrências categorizado em:padrão(P), que significa desenvolvimento dentro do esperado. Atraso pouco significativo (APS), atraso significativo (AS), Deficiência (D), Síndrome/Doença (S). *Portfólio individualizado da criança contendo um conjunto 13 avaliações que devem ser realizadas entre os 0 e 04 anos. *Tabela de monitoramento coletivo dos casos que possibilita uma avaliação global da situação de crianças com problemas de saúde ou desenvolvimento no município. * Equipe multidisciplinar treinada na metodologia do programa e constantemente atualizada na áreas da saúde, infância e deficiência. *Cartilhas e outros materiais de orientação para estimulação do desenvolvimento e empoderamento para gestantes e familiares de bebês e crianças para efetivação de direitos. * Programas de formação para outras instituições realizados por meio dos seminários da Rede APAE e universidades parceiras como a UNIVALI. * Experiências bem sucedidas de reaplicação do programa como o Programa de Prevenção de Deficiências- Ações em Rede e o Seminário de Prevenção de Deficiências na infância ,realizados pela APAE de Balneário Camboriú, além de fortalecimento das áreas de apoio à infância em todas as APAEs de Santa Catarina por meio dos seminários e congressos da Rede APAE; * Parcerias com postos de saúde, clínica municipal de atendimento em especialidades, centros comunitários de todos os bairros da cidade, conselhos municipais de: direitos de crianças e adolescentes, assistencial social, mulher e pessoas com deficiência, hospitais, presídio, Justiça Federal, Receita Federal, dentre outras. No ano de 2012, o projeto foi reconhecido com o Prêmio Instituto Guga Kuerten de Melhor Projeto Social. Ao ingressar no programa o bebê ou criança atendido percorre o seguinte caminho: 1- Avaliação inicial compreendendo: peso, altura, medida encefálica, histórico pré-parto, histórico pós-parto, intercorrências, síndromes e deficiências.Nessa avaliação os responsáveis legais são orientados sobre todos os procedimentos necessários para a promoção e manutenção da saúde e desenvolvimento do filho. 2- Primeira avaliação do desenvolvimento infantil onde, por meio de brinquedos e brincadeiras, são avaliados os marcos de desenvolvimento esperados para cada idade. Nessa avaliação os responsáveis são orientados sobre técnicas para promover o desenvolvimento neuropsicomotor do bebê ou criança. 3- Encaminhamento, em caso de necessidade, para serviços de atendimento clínico multidisciplinar nas especialidades disponibilizadas pelo programa ou outros da rede de saúde e assistência social do município. 4- 12 avaliações processuais do desenvolvimento infantil, acompanhando a criança até os 4 anos de idade. (Caso a criança não seja recém nascida o número de avaliações será menor pois seguem os marcos de desenvolvimento esperados para cada idade). 5- Desligamento do programa, com encaminhamento a outros serviços de saúde, educação ou assistência social, caso necessário. Para organização interna e gestão , o programa registra todas as avaliações em uma tabela geral que possibilita saber, quantitativa e qualitativamente, a situação das crianças atendidas à cada momento e manter um de um panorama geral sobre a situação de bebês e crianças em situação de risco social no município. Este panorama é expresso em relatórios mensais e anuais, que servem como subsidio para proposição e implementação de políticas públicas em prol da infância nos diversos espaços de articulação em que a instituição se relaciona (conselhos, prefeitura, câmara de vereadores, secretarias de desenvolvimento regional, dentre outros).

Resultado Alcançado

Passaram pelo programa 749 bebês e crianças acompanhadas por seus familiares desde 2012, ano em que saiu do período experimental e iniciaram os registros oficiais, realizando 1678 atendimentos diretos. De todos os atendimentos realizados,a segmentação foi a seguinte: 1438 revelaram desenvolvimento padrão, 171 atraso pouco significativo, 67 atraso significativo e 02 síndromes. Em todos os casos foram realizados os encaminhamentos necessários e houve evolução considerável, o que não teria acontecido não fossem avaliados e encaminhados à tempo, pois desenvolveriam deficiências secundárias (originadas por falta de cuidados e estimulação). Um importante resultado que temos percebido é que o índice de atrasos significativos vem sendo reduzido ao longo dos anos, o que nos mostra que a cultura da avaliação e intervenção precoce em saúde, bem como as orientações em estimulação do desenvolvimento humano, tem se popularizado na cidade, em grande parte pelo trabalho do programa tanto no atendimento direto quanto na capacitação de profissionais da saúde, educadores, gestores e outras instituições. Em intercâmbio com a APAE de Balneário Camboriú, que em 2014 implantou sua versão dessa tecnologia social, chamada PDEAR, fomos informados que nesta cidade o trabalho também tem apresentado ótimos resultados. À nível de política pública, tanto no município de Itajaí quanto em Balneário Camboriú, foram obtidos aumentos de verba orçamentária municipal para ações em prol da saúde na infância e inserção de temas que fazem parte da metodologia nos programas de formação continuada em saúde e educação do município. À nível de política organizacional, toda a Rede APAE do estado de Santa Catarina reconhece nosso programa como referência em prevenção de saúde e promoção do desenvolvimento infantil, tendo acesso a ele por meio dos Seminários Estaduais e Regionais da rede e, de alguma forma, aplica ou busca aplicar conceitos e práticas oriundos de nossa experiência. Instituições externas a rede APAE, mas que também trabalham nas áreas da infância e deficiência como Associação Amor pra Down, Associação Vovó Biquinha, Humanity, Associação de Mães de Autistas, Centro Municipal de Educação Especial de Itajaí, Creche Divino Espirito Santo, dentre outras também tiveram acesso à metodologia e reaplicam conceitos e práticas. Houve também inserção da metodologia em matérias universitárias e campos de estágio de cursos da saúde e educação, capacitando novos profissionais.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Itajaí / Santa CatarinaTodos os bairros da cidade02/2010
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Crianças
Gestantes
Gestores Públicos
Lideranças Comunitárias
Mulheres
Organização não Governamental
População Carcerária
Portadores de deficiência
Professores do ensino básico
Profissionais de Saúde
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

O ônibus possui valor médio de 100.000,00. Nossa instituição, entretanto, o conseguiu via convênio com a Receita Federal , que doou um dos ônibus apreendidos em operações ilegais para desenvolvimento do programa. Caminho semelhante pode ser seguido por outras instituições.As adaptações para as salas de atendimento móvel que funcionam dentro do ônibus tiveram custo médio de 12 000,00 e foram obtidas por meio de patrocínio de empresas privadas. A Equipe multidisciplinar composta por coordenação geral, motorista, psicopedagogo(a), enfermeiro(a), nutricionista, psicólogo(a), médico e assistente social, tem custo mensal médio de 20 000,00, e é financiada por convênio com o Sistema Único de Saúde (SUS) e com a Fundação Catarinense de Educação Especial. O combustível tem custo mensal médio de 800,00 e a manutenção preventiva do ônibus tem custo médio de 2000,00 anuais, ambos pagos com recursos da instituição. Caso selecionados para o Prêmio, pretendemos realizar online e de forma presencial um curso completo para reaplicação da metodologia em outras cidades,que abordará a obtenção dos recursos necessários via captação de recursos, adaptação do ônibus, mapeamento e estabelecimento de parcerias com a rede de apoio à infância do município, seleção e treinamento de profissionais, formulários e técnicas de avaliação do desenvolvimento, rotina de execução e gestão do programa, estudo e encaminhamento de casos, dentre outros temas.

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Para a implementação dos recursos físicos aproximadamente 112000,00, ressaltamos ,entretanto, que o ônibus pode ser obtido em parceria com Receita Federal ou Justiça Federal, pois ambas instituições doam periodicamente veículos aprendidos para organizações sociais , o que diminui para aproximadamente 12 0000,00 os custos financeiros, sendo pagas em dinheiro apenas as adaptações.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Secretaria Municipal de Saúde de ItajaíAtendimento de bebês, crianças e familiares encaminhados pelo programa. Formação de agentes de saúde e gestores públicos na metodologia do programa.
Sistema Único de Saúde (SUS)Financiamento de parte da equipe do programa.
UNIVALIInserção de parte da metodologia para o ensino de profissionais da saúde e educação formados pela instituição. Atuação de estagiários de vários cursos da universidade no programa.
Fundação Catarinense de Educação Especial.Financiamento de parte da equipe do programa. Inserção de conceitos da metodologia nas formações continuadas ministradas a educadores do estado.
Presídio CanhandubaAbertura de espaço para que gestantes e bebês nascidos no presídio sejam avaliados e acompanhados.
Hospital e Maternidade Marieta Konder BornhausenEncaminhamento de gestantes, bebês e crianças para avaliação. Disponibilização gratuita dos tratamentos de saúde disponíveis no hospital para o público do programa.
Hospital Pequeno AnjoEncaminhamento de gestantes, bebês e crianças para avaliação. Disponibilização gratuita dos tratamentos de saúde disponíveis no hospital para o público do programa.
Federação Catarinense das APAEsInserção de parte da metodologia nos programas de formação continuada da Rede APAE, por meio de convites e subsídios para que os profissionais do programa ministrem cursos e seminários.
Conselho Municipal de Direitos da Criança e Adolescente.Financiamento de avanços no programa nos anos de 2011 e 2012, por meio do Fundo de Apoio à Infância (FIA). Participação do programa na construção de políticas públicas em prol da infância e adolescência.
Conselho Tutelar de ItajaíEncaminhamento de casos de abandono intelectual e outras condições de vulnerabilidade identificadas no programa, que fazem parte das funções do Conselho Tutelar.
Secretaria Municipal de Educação de ItajaíInserção de parte da metodologia nos programas de formação continuada da rede municipal de educação, por meio de convites e subsídios para que os profissionais do programa ministrem cursos e seminários.
Receita Federal de ItajaíDoação do ônibus que foi adaptado com salas de atendimento móvel.
Prefeitura Municipal de ItajaíCusteamento de parte da reforma do ônibus adaptado em 2012.
Lideranças comunitárias de todos os bairros da cidade de ItajaíMobilização de gestantes e familiares de bebês e crianças de 0-4 anos para realização das avaliações.
Centro de Referencia em Assistência Social (CRAS)Atendimento dos casos encaminhados pelo programa para efetivação de direitos em assistência social.
Conselho Municipal de Direitos da Pessoa com DeficiênciaParticipação do programa na construção das políticas públicas municipais para pessoas com deficiência.
Jornal dos BairrosDivulgação gratuita do roteiro de circulação do programa pelos bairros. Reconhecimento da metodologia e seus resultados.
Rede TVBEDivulgação gratuita da metodologia e seus resultados.
PetrobrásPatrocínio do desenvolvimento do trabalho no ano de 2011.
Secretaria de Desenvolvimento Regional de ItajaíArticulação junto ao governo do estado para alcance e expansão dos resultados do programa.
Coordenadoria Regional de Previdência de ItajaíEncaminhamento para casos enquadrados no benefício de prestação continuada. (BPS)
Comitê de Óbitos Infantis de ItajaíRecebimento de casos com risco de óbito encaminhados pelo programa e intervenção em caráter de emergência.
Porto de ItajaíApoio financeiro ao programa durante o ano de 2015.
Polly TerminaisApoio financeiro ao programa durante o ano de 2014.
Anexos da tecnologia
LegendaArquivo/Download
carta de recomendação do Pediatra Volnei Morastoni- Prefeito de ItajaíBaixar
Ficha de avaliação inicial - realizada com enfermeiro(a)download
Segunda etapa de avaliação inicial- realizada com profissional de pedagogiadownload
Roteiro para acompanhamento processual da criança, em 13 avaliações realizadas dos 0-4 anos.download
Vídeo gravado exclusivamente para a inscrição no Prêmio (circulação interna)download
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

Agradecemos a oportunidade de participar deste Prêmio, caso selecionados, além de seguir aprimorando os serviços do programa nos comprometemos a investir em recursos que possam capacitar instituições e profissionais de todo o Brasil para reaplicação de seus conceitos e práticas, com adaptação às realidades de cada região, dentro dos seguintes eixos de atuação: Criação de referencia um site de referência com todos as modelos de avaliações, protocolos, práticas, relatórios e resultados do projeto. Criação e disponibilização de curso online contendo o passo a passo da implementação e gestão da metodologia. Planejamento e execução de uma agenda de participação em cursos, seminários das áreas da saúde, infância, deficiência, gestão pública e do terceiro setor.