Programa Ondas Atlântico para geração inicial de vocações científicas (Colômbia)

finalista 2019

Instituição
Universidad Simón Bolívar
Endereço
Cra 54 Nº 59 - 102 - El Prado - Brasília/DF
E-mail
pamar@unisimonbolivar.edu.co
Telefone
(61) 3108-7000
Responsáveis pela tecnologia
NomeTelefoneE-mailRedes Sociais
Enohemit Olivero Vega(61) 3108-7302eolivero@unisimonbolivar.edu.co
Lilia Angélica Campo Ternera(61) 3108-7302licampo@unisimonbolivar.edu.co
Resumo da Tecnologia

Com o interesse de fortalecer a cultura cidadã em ciência, tecnologia e inovação para crianças e jovens em instituições de ensino nas áreas rurais e urbanas do Departamento de Atlântico, através da implementação do Programa Ondas, articular capacidades Institutional Science and Innovation Programs, na esperança de responder com a formação inicial de vocações científicas, baseada em: Pesquisa e fortalecimento disciplina, espaços de apropriação social do conhecimento, acompanhamento, monitoramento e treinamento de pesquisadores de crianças e jovens, professores pesquisadores promoção da inovação e mobilização de atores.*{ods4}*

Tema Principal

Educação

Problema Solucionado

O propósito de estimular o pensamento científico e tecnológico em crianças e jovens é reduzido para uma escola tradicional, dedicada a transmitir conhecimento, às vezes, pouco Relevante para estudantes, regiões e país. Isso contrasta com a necessidade de oferecer aos alunos a possibilidade não só de aplicar conhecimento, mas de construí-los, criá-los, integrá-los para compreender a realidade de uma forma holística e desenvolver a partir da idade habilidades precoces, cognitivas, comunicativas e axiológicas.
Acrescenta que a apropriação social da ciência, no país, não teve uma política acordado e na maioria dos casos é reduzido a processos de divulgação e popularização, contra a discussão internacional mais ampla, em que é vista como um elemento central para a construção da cidadania e democracia neste tempo e para a tomada de decisões individuais e sociais Isso resultou em baixa capacidade de alunos e professores de gerar e apropriar, o conhecimento científico e tecnológico focado no reconhecimento e aperfeiçoamento de ambiente para a contribuição para a solução de problemas departamentais.

Objetivo Geral

Desenvolver competências de investigação, científicas, tecnológicas e de inovação às crianças e jovens do departamento do Atlântico através do acompanhamento de projetos de transformadores de pesquisa gerados por eles.

Objetivo Específico

1. Fortalecer habilidades e habilidades da tecnologia da ciência e inovação em crianças, meninas e jovens através de projetos pedagógicos produtivos de acordo com a vocação desenvolvimento econômico dos municípios do Atlântico.
2. Desenvolver espaços de treinamento e apropriação social do conhecimento para o fortalecimento de uma cultura cidadã de ciência, tecnologia e inovação em crianças e jovens do departamento do Atlântico.
3. Desenvolver competências tecnológicas e talentos digitais através do apoio a pesquisa desenvolvida por crianças e jovens para resolver problemas reais da sua comunidade.

Descrição

Para o desenvolvimento desta iniciativa não inclui a priorização de municípios e locais atividades educativas, buscando manter a presença do Programa em todas as capitais municipais e distritos vizinhos, para os quais a chamada é divulgada a todas as Instituições Atividades educativas de caráter oficial no Departamento por uma equipe pedagógica composta de profissionais de diferentes áreas do conhecimento Uma vez formados os grupos de pesquisa, a equipe pedagógica inicia a processo de formação e acompanhamento, o percurso é feito ao longo do percurso investigativo levando em consideração as diretrizes e referências metodológicas do Programa Ondas, com qual rigor metodológico é garantido, levando-se ao desenvolvimento de uma questão de pesquisa como ponto de partida.
A primeira etapa é a formação de grupos nos quais crianças e jovens são os principais protagonistas gerando espaços de socialização e negociação, em um segundo etapa dessa rota metodológica surge a questão inquietante que surge de cada criança, menina ou jovem que, pela sua capacidade crítica, observação e espanto, deseja compreender a sua realidade. As questões de pesquisa que motivam esses projetos devem ser caracterizadas por:
a) Que a questão é transformadora; deve implicar mudanças na qualidade de vida do habitantes de uma região ou comunidade.
b) Que a questão permite a solução de problemas existentes nos contextos, transformando ou modificando situações problemáticas.
c) Que a questão dá a eles ou à sua comunidade algo útil ou novo. Contribuir novo conhecimento Precisamente, passar do aprendizado para a inovação significa apoiar problemas que na dinâmica do processo, crianças e jovens e seus professores companheiros, trazem novas soluções para eles, na tensão entre o conhecimento disciplinar e escola.
d) Que a questão e o problema são suscetíveis de serem desenvolvidos através de um processo investigativo e ter coerência.
A partir desta questão de pesquisa gerada a partir das preocupações de nossos filhos, raparigas e jovens, organizada através do diálogo, consulta e negociação, dá origem à terceira etapa do percurso metodológico que dará como produto a descrição contextualizado do problema de pesquisa Pesquisa que surge das questões e interesses de crianças e jovens e são projetados por eles na companhia de seus professores acompanhantes enquadrados no seguintes linhas de pesquisa:
1. Conhecimento e conhecimento cultural e ancestral
2. Ciências espaciais e terrestres.
3. História, memória e tradição.
4. Sistemas lógicos e matemáticos.
5. Eletrotécnica e energias para o futuro.
6. Ciência da computação, robótica e suas aplicações.
7. Mundo estético e criação artística.
8. Direitos e bem-estar das crianças e jovens.
9. Explorando a socialização.
10. Ciências sociais e comportamentais, educação e pedagogia.
11. Aproximando-se dos nossos idiomas.
12. Cultura Democrática e Empreendedorismo.
13. Construa uma cultura ambiental e boa vida.
14. Segurança alimentar, soberania e autonomia.
15. Mundo da vida e ciências naturais,
Atingindo a segunda fase do percurso pedagógico, é dado o desenvolvimento da pesquisa, lugar no processo de desenho, coleta, organização e interpretação dos instrumentos informação, o grupo será acompanhado pelo professor que, a partir de sua experiência, pedagógico apoiará o desenvolvimento de cada uma das atividades propostas e o processo sistematização permanente da experiência de pesquisa.
Da mesma forma, o grupo contará com o apoio do consultor de linha que fornecerá seu conhecimento disciplinar de sua área de treinamento. Ao final do processo de pesquisa, são desenvolvidos espaços de apropriação social nos quais crianças, jovens, juntamente com o (s) seu (s) professor (es) e acompanhantes, tornarão visíveis as processo e os resultados de suas investigações, sendo este um processo de reconhecimento, treinamento e feedback que permite gerar novas questões de pesquisa, conhecimento e implementação de diferentes métodos de pesquisa, aplicação prática de seus resultados e geração de redes dos diferentes atores. O processo de formação inicial em crianças e jovens, além de levar à construção de conhecimento e conhecimento em torno da pesquisa, aborda o desenvolvimento de processos inovação, inicialmente impulsionado pelas necessidades, lacunas e / ou características de comunidade, é reconhecido e metodologicamente acompanha os grupos que, apoiados pelo princípios de inovação, executar ações, produtos e serviços de transformação ou melhorias.
A formação paralela de professores é destinada àqueles que participam dos grupos de pesquisa como co-pesquisadores, que apoiam e determinam maneiras de desenvolver o inquérito.

Resultado Alcançado

A Universidade Simón Bolívar é a entidade coordenadora e executora do Programa Ondas Ciências do Colo no Departamento do Atlântico, a partir de 2008, para o ano de 2012 O Programa Ondas Atlântico já havia financiado 170 questões de pesquisa, pertencentes para 17 municípios, com a ligação de 20.740 crianças e jovens e 340 professores. Em 2014, o projeto começou: Geração Inicial de Competências, Competências e Investigação e Capacidades Inventivas, aprovado pelo novo sistema geral de royalties, durante os quatro anos deste projeto, 1400 grupos de pesquisa foram apoiados constituído por 159.340 crianças pequenas e 3189 professores acompanhantes em 186 Instituições Educacionais distribuídas nos 22 Municípios do Departamento, 19 corregedoria e o distrito de Barranquilha.
Da mesma forma, de 2014 a 2017, as atividades de apropriação social do ciência, intermunicipal, departamental, nacional e internacional, ocorrendo Nesse período de tempo, 748 feiras institucionais, 20 reuniões intermunicipais de socialização do progresso da investigação, 20 feiras de CTI para crianças intermunicipais e juvenis, 4 feiras departamentais, 5 feiras nacionais e 4 feiras internacionais, espaços em que os jovens pesquisadores poderiam compartilhar sua experiência como pesquisadores, dando a conhecer o processo e os resultados de seus projetos.
A chamada desenvolvida durante 2018 permitiu o apoio de 350 grupos de pesquisa composta por 28.543 crianças e 497 professores acompanhantes em 185 Centros Educacionais do Departamento do Atlântico em que 8.833 foram realizados Sessões de acompanhamento e acompanhamento e 175 espaços de apropriação social do conhecimento de natureza institucional e intermunicipal, estando em desenvolvimento Acompanhamento de 350 grupos de pesquisa durante o ano de 2019. Ondas despertam em crianças e jovens a necessidade de socializar e construir projetos seres humanos críticos para transformar nosso ambiente, cumprindo como seu objetivo principal, criando uma sociedade pacífica longe da violência.
Em conclusão, o programa Ondas do Atlântico é a base para as gerações futuras que encontrará na pesquisa uma nova maneira de fazer uma sociedade participativa, com cultura cidadã de ciência, tecnologia e inovação, onde são gerados novos conhecimento e, assim, ser capaz de alcançar o desenvolvimento do país.

Locais onde a Tecnologia Social já foi implementada
Cidade/UFBairroData da implementação
Brasília / Distrito FederalDistrito de Barranquilha04/2009
Público-alvo da tecnologia
Público alvo
Alunos do ensino básico
Alunos do ensino fundamental
Alunos do ensino médio
Professores do ensino básico
Professores do ensino fundamental
Professores do Ensino Médio
Recursos materiais necessários para implementação da tecnologia

Talento Humano: $ 2.000.000 col - USD 608
Suprimentos e Materiais: $ 800.000 col - USD 243
Taxas de Workshop: $ 100.000,00 col - USD 30
Formação de Professores: $ 100.000 col - USD 30
Treinamento em talentos digitais: US $ 300.000 col - US $ 91
Participação em espaços de apropriação social: $ 200.000 col - USD 61
Despesas financeiras: US $ 25.000 - US $ 8

Valor estimado para a implementação da tecnologia

Custo total por grupo de pesquisa: US $ 4.650.000 col - US $ 1.413
Cada grupo de pesquisa é formado por 50 crianças e dois professores, tem a acompanhamento do programa ao longo do ano. Cada grupo de pesquisa é aloca um orçamento para insumos e materiais para o desenvolvimento do projeto e pode participar dos eventos de treinamento e apropriação social durante o ano.

Instituições parceiras na tecnologia
Instituição parceiraAtuação na tecnologia social
Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação -
Universidade Simón Bolivar -
Universidade Livre -
Universidade do Atlântico -
Universidade Autônoma do Caribe -
Endereços eletrônicos associados à tecnologiaDepoimento Livre

Camila Márquez: 16 anos Pra mim é uma ótima oportunidade de fazer parte desse grupo pesquisa, que me ajudou a despertar o interesse e o amor pela pesquisa, caminho que nos leva a transformar o social, vivemos uma grande experiência cheia de conhecimento e aventura.
Jhan Bolívar: 14 anos Para eu ser pesquisadora, mais do que um estilo de vida é uma forma de Ser disciplinado, curioso, criativo e dedicado, é um jeito de ser que pode te abrir muitas portas, deixando naquele alguém muitas experiências lindas.
Castro Greicy: 16 anos de idade. Graças à entidade para o programa Ondas, pelo apoio a realização deste grande objetivo, que nossa experiência serve como motivação para encorajar muitos jovens a se envolverem no fantástico mundo da pesquisa.